PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

Ceni analisa diferença de calendário para o Corinthians e fala sobre tabu: "Não existe vitória impossível"

20 mai 2022 07h07
ver comentários
Publicidade

Depois de vencer o Jorge Wilstermann por 3 a 0 nesta quinta-feira e garantir uma vaga na próxima fase da Sul-Americana, o São Paulo já está de olho no clássico contra o Corinthians, marcado para o domingo, na Neo Química Arena, às 16 horas (de Brasília). E um fator que preocupa o técnico Rogério Ceni é a diferença de tempo de preparação entre as equipes.

Enquanto o Tricolor jogou nesta quinta, o Timão entrou em campo pela última vez na terça-feira, quando empatou por 1 a 1 com o Boca Juniors, na Argentina, pela Libertadores.

"São 48 horas de diferença de um jogo para o outro. Buenos Aires não é uma viagem tão longa. Eles têm rodado o elenco também. Dois ou três mais experientes jogam, os outros não. Eles chegam super descansados, com cinco dias de intervalo, era tudo o que a gente desejava. A classificação deles também está bem encaminhada, vão pegar um time fora da briga por qualquer vaga. Em matéria disso, está bem equilibrado, jogamos em casa e pode ser que a gente use alguns jogadores que não atuaram hoje. No sentido com dois dias de antecedência, a gente não ter viajado se equilibra bastante", analisou.

Além de ser uma briga direta pela liderança do Campeonato Brasileiro, também estará em campo um tabu. O São Paulo jamais conseguiu vencer o Corinthians na Arena. Em 15 jogos, são dez derrotas e cinco empates.

Para dificultar ainda mais a vida dos tricolores, o desempenho do time fora de casa não é tão animador. Na atual temporada, são seis vitórias, cinco igualdades e quatro reveses em 15 compromissos.

"Quando você ganha você está preparado, quando não vence não está preparado. Acho que sim, jogamos melhor no Morumbi do que fora, os resultados mostram. Não sei te dizer o que acontece, porque é o mesmo time que joga dentro e fora. São raros os times que tem campanha melhor fora. O Corinthians acho que ganhou todos os jogos na arena no Brasileirão. Nós sabemos que é sempre difícil, mas não existem vitórias impossíveis", disse.

Por fim, Ceni falou sobre a pressão de jogar um Majestoso. "Clássico sem pressão, nós nunca jogamos. A pressão é inerente ao jogo, ela faz parte com a torcida do adversário, a casa cheia, a briga pela liderança do campeonato. Acho que são jogos assim que dão prazer para a gente jogar", pontuou.

No momento, o São Paulo está na terceira colocação do Brasileirão com 11 pontos, dois a menos que o Corinthians, que lidera o torneio.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade