0

Apesar de título brasileiro, paulistas vivem altos e baixos em 2018

25 dez 2018
18h39
atualizado às 18h39
  • separator
  • 0
  • comentários

O ano foi de altos e baixos para as equipes paulistas no futebol brasileiro. Depois de ter perdido o estadual para o seu maior rival, o Palmeiras conquistou o Campeonato Brasileiro e chegou na semifinal tanto da Copa do Brasil como da Copa Libertadores, no entanto decepcionou pela forma como atuou nesses jogos decisivos. Um dos grandes responsáveis pelo feito foi o treinador Luiz Felipe Scolari, que chegou no clube, organizou a casa e instaurou o sistema de rodizio no elenco. A conquista da Série A marcou o quarto ano seguido que um time de São Paulo vence a competição.

Já o Corinthians iniciou o ano vencendo o Verdão na casa do arquirrival, entretanto, aos poucos viu o seu elenco enfraquecer e sofreu bastante com a saída de Carille para o futebol da Arábia Saudita. O Alvinegro passou vexame ao ser eliminado pelo Nacional, do Uruguai, nas oitavas de final da Libertadores quando todos projetavam um confronto de quartas de final com o Alviverde. Apesar de ter corrido riscos de rebaixamento, o time do Parque São Jorge chegou à final da Copa do Brasil e ganhou novas esperanças com o retorno de Carille para 2019.

Por sua vez, o São Paulo começou o ano desacreditado e ganhou força e empolgação com a chegada de Diego Aguirre, que colocou o time na liderança do Campeonato Brasileiro. Contudo, não teve gás na reta final do ano, fez força para não ficar com o quarto lugar da competição, o que o forçará a jogar a fase preliminar da Libertadores. Na Sul-Americana, o Tricolor caiu de forma decepcionante para o Colón por priorizar a Série A e, na Copa do Brasil, foi eliminado para o Atlético-PR na quarta fase.

Por fim, entre os times da elite, o Santos parou nas quartas de final da Copa do Brasil e foi vítima de um erro jurídico na Copa Libertadores, sendo eliminado para o Independiente nas oitavas de final após ser declarado derrotado por 3 a 0 no jogo de ida pela escalação irregular de Carlos Sánchez. No Brasileiro, o Peixe ficou em décimo.

Na Série B, a Ponte Preta ficou na quinta colocação, batendo na trave para retornar à elite. Como Bragantino e Botafogo-SP conseguiram o acesso na Série C, a segunda divisão terá seis times paulistas. São Bento, Oeste e Guarani se juntam a essas três equipes.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade