1 evento ao vivo

Santos nega "loucura" por medalhão e promete anúncio rápido de treinador

20 nov 2013
13h16
atualizado às 13h23
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de anunciar que o técnico Claudinei Oliveira não seguirá no clube para 2014, o presidente em exercício do Santos, Odílio Rodrigues, descartou a possibilidade do clube fazer uma loucura financeira para a contratação de um treinador medalhão. O dirigente externou que a diretoria busca nomes com um "salário compatível" e prometeu, inclusive, anunciar rapidamente o substituto de Claudinei no cargo.

<p>Cobiçado pelo Santos, Ney Franco tem acordo verbal com o Santos, mas vinda passa por seu auxiliar; clube nega loucura salarial</p>
Cobiçado pelo Santos, Ney Franco tem acordo verbal com o Santos, mas vinda passa por seu auxiliar; clube nega loucura salarial
Foto: Rodrigo Villalba / Futura Press

"Estamos fugindo desses rótulos (de técnico com 'DNA ofensivo'). Queremos alguém que trabalhe com a base, alguém que acredite nos jovens jogadores. Buscamos um nome que cobre um salário compatível com o que os clubes podem pagar para os técnicos. Alguém que, em termos de equipe, tenha a exigência daquilo que o Santos aceita, mas aí tem a experiência que tenha um bom currículo", disse o dirigente.

"Pretendemos anunciar rapidamente um novo técnico. O perfil do treinador precisa ser estabelecido por limites", completou.

Odílio Rodrigues explicou na manhã desta quarta-feira, no CT Rei Pelé, que o contrato de Claudinei não será renovado após reunião na terça com o treinador na Vila Belmiro.

"A essência dessa coletiva é que ontem tivemos uma conversa com o Claudinei (na Vila Belmiro) e fizemos uma avaliação desse tempo de trabalho dele. Ele tinha interesse em saber a sua situação e, após conversar bastante, entendemos que o Claudinei deve procurar novos caminhos ao término de seu contrato em dezembro. Em comum acordo, o Santos vai procurar um técnico", disse Odílio na entrevista coletiva.

O comandante santista está à frente da equipe em 31 de maio, mesmo dia em que a diretoria anunciou a demissão do técnico Muricy Ramalho. Claudinei assumiu interinamente e recebeu dois reajustes no período, o último referente a sua efetivação no cargo, em setembro, para ganhar cerca de R$ 80 mil mensais.

Apesar de negar, o Comitê Gestor do Santos tem encaminhada a contratação do técnico Ney Franco, do Vitória. O Terra apurou que clube e treinador já têm um "compromisso verbal" para a próxima temporada e conversam, inclusive, sobre a formação da nova comissão técnica. A chegada do auxiliar Éder Bastos é o principal entrave momentâneo. O Santos planeja contar apenas com o treinador para evitar maiores gastos e quer manter a sua comissão fixa. Bastos foi o pivô de polêmicas na passagem pelo rival São Paulo. Nomes como Abel Braga e Tite foram sondados, mas o interesse esbarrou nos altos salários.

“Não dá pra excluir (Ney Franco), mas com certeza a gente não tem nada entabulado com Ney Franco e nem com o Paulo Autuori. A chance dele (Ney Franco) é igual a dos outros. A multa dele é alta, é em euros, inclusive. É um bom nome", concluiu.

Claudinei foi campeão pelas categorias sub-15, 17 e 20 e tem como principal título nas categorias de base a conquista da última Copinha. O treinador comandou o Santos em 37 jogos (14 vitórias, 12 empates e 12 derrotas) e tem mais três partidas a fazer na competição nacional.

Fonte: K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade