0

Jesualdo pede compreensão no Santos e diz: "Não admito que alguém desista"

31 jul 2020
01h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O técnico Jesualdo Ferreira pediu compreensão após o Santos ser eliminado pela Ponte Preta nas quartas de final do Campeonato Paulista, em plena Vila Belmiro.

O português falou sobre nova expulsão, dessa vez de Marinho, e sobre o aspecto psicológico.

"Fizemos um gol, tivemos ocasião de fazer mais em jogo picado. Muita agressividade do nosso adversário. Juiz não controlou, tiraram vantagem disso com a expulsão do Marinho. Não tiramos mérito da Ponte Preta, que fez seu trabalho. No segundo tempo, houve queda psicológica, equipe não foi capaz de reagir e ficou à espera, foi reativa. Tínhamos esperança de ganhar e saímos de forma inglória. Não lembro de quatro expulsões seguidas, no primeiro tempo ou no começo do segundo", disse o treinador, em entrevista coletiva.

"Questão passa pelo grupo entender os caminhos a seguir. De fato há três competições. Não acabou. Santos tem muitos jogos e não pode perder sem começar de fato o trabalho. De 15 até 60 ou 70 falta muito. E há muito tempo a recuperar. Não admito que alguém desista porque eu não desisto. Estamos todos tristes, revoltados. Espero que o torcedor entenda o que jogador tem passado com essa pandemia e condições todas. Tivemos problemas e vamos tentar resolver internamente. Não vou arranjar desculpas. A verdade é que equipe perdeu, não merecia perder enquanto conseguiu jogar. Sobre ponto de vista psicológica, está mal. Contra o São Paulo, ganhávamos. Depois mesma coisa. É no mínimo preocupante, mas nos deixa na dúvida do que será. E será nosso trabalho descobrir", completou.

Jesualdo Ferreira também falou sobre "justiça" na análise da eliminação.

"Continuar treinando bem para recuperar os jogadores. Se forem justos, vão estar de acordo comigo: fizemos sempre, enquanto tivemos 11, jogos bons. E com resultados bons. O que eu quero que aconteça é que seja uma norma. Que seja essa a ideia. Trazer todos para o primeiro patamar. Que é o que vínhamos fazendo antes das expulsões", concluiu.

O Santos voltará a campo para enfrentar o Red Bull Bragantino, dia 8 de agosto, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade