3 eventos ao vivo
Logo do Santos
Foto: terra

Santos

Com arena ainda distante, Santos planeja reforma na Vila

6 out 2017
12h42
atualizado às 13h12
  • separator
  • comentários

O Santos não vai assumir o Pacaembu! Após a Prefeitura de São Paulo conseguir a liberação para repassar o estádio à iniciativa privada por até 35 anos, o Peixe foi apontado como um dos concorrentes. Porém, se depender do presidente Modesto Roma Júnior, o alvinegro seguirá atuando no estádio Paulo Machado de Carvalho apenas de forma esporádica. A ideia do mandatário é aumentar a capacidade da Vila Belmiro e seguir com o 'rodízio' até a construção de uma nova arena na Baixada Santista.

Para o mandatário, o projeto para assumir o Pacaembu é inviável. Afinal, a Justiça proíbe eventos não desportivos no estádio paulistano e a intenção do clube é ter uma Arena Multiuso, assim como o rival Palmeiras.

Com Pacaembu inviável e Arena ainda distante, Santos planeja reforma na Vila
Com Pacaembu inviável e Arena ainda distante, Santos planeja reforma na Vila
Foto: Santos FC / LANCE!

"O Pacaembu tem 77 anos e a prefeitura de São Paulo ainda utiliza banheiros químicos no estádio. Se eles não mexeram nisso até hoje como o Santos vai mexer? Querem privatizar agora porque sabem que o estádio está em situação complicada. Nós queremos uma arena multiuso e lá a vizinhança não gosta do barulho. Fora que tem o tombamento quase total. Vamos continuar mandando os jogos lá, mas não dá para pensar em assumir o Pacaembu. Se é para imaginar uma reforma no Pacaembu, por que não pensamos no estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera? Lá o custo de uma reforma seria bem menor e não teriam tantos empecilhos", indagou Modesto em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

Mesmo citando o estádio do Ibirapuera, o presidente do Peixe também não tem a intenção de construir uma arena em São Paulo. Na visão do dirigente, um empreendimento deste tipo na capital não atrairia investidores por conta da concorrência com Palestra Itália, Morumbi, e outros locais espalhados pela cidade.

"O projeto da Arena ainda está de pé sim. Temos a intenção de construir aqui na Baixada Santista, pois nós queremos um estádio que também sirva para shows e não apenas para futebol. E não adianta nós construirmos mais uma arena desse tipo para disputar espaço com outros locais que já estão sendo explorados e bem utilizados", afirmou o mandatário.

Porém, enquanto a nova casa santista não sai do papel, Modesto pretende reformar a atual. No momento, um estudo está sendo feito para a retirada dos camarotes térreos que ficam atrás do gol oposto ao placar. A ideia é voltar com a arquibancada no local para aumentar a capacidade da Vila e ainda resgatar o espírito de Alçapão do estádio, que tem capacidade para 16 mil pessoas atualmente.

"Mesmo que nós comecemos a construir essa nova Arena agora, ela vai demorar uns 36 meses para ficar pronta. E onde nós jogaremos durante esse tempo? Claro que é na Vila, e por isso queremos melhorar o nosso lar, além de seguirmos atuando no Pacaembu", concluiu Modesto.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade