0
Logo do Paraná
Foto: Divulgação

Paraná

Paraná bate Vitória em pleno Barradão e fica perto da vaga

13 abr 2017
21h13
atualizado às 21h25
  • separator
  • comentários

O Paraná Clube foi a Salvador encarar o Vitória pela quarta fase da Copa do Brasil, e conquistou um grande resultado ao vencer por 2 a 0, em pleno Barradão, interrompendo a boa fase do time rubro-negro. Os times voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, na Vila Capanema. A equipe paranista agora tem a vantagem de poder empatar por qualquer resultado ou mesmo perder por 1 a 0 para conquistar a vaga.

Foto: Margarida Neide/Ag. A Tarde / Futura Press

Mostrando preocupação em não atrair o time baiano para seu campo, O Tricolor começou a partida marcando forte no meio-campo. Aos três minutos, entretanto, Alan Costa furou a defesa para desviar cruzamento de Patric no meio da área, mas pela linha de fundo. Aos oito minutos, Patric cobrou falta, Léo se atrapalhou na saída e deixou livre para Kanu, mas em posição de impedimento.

O Leão seguia com maior ação, tentado empurrar o time paranaense ara seu campo com subidas pela lateral. Aos 12 minutos, Patric tentou o levantamento e Léo deixou a meta para fazer a interceptação. A pressão era total. Aos 15 minutos, Willian Farias pegou sobra de bola na entrada da área e mandou um petardo, por cima da meta. Um minuto depois, David serviu Cleiton Xavier, que tocou na medida para André Lima testar pela linha de fundo, perdendo duma chance incrível.

Foto: Margarida Neide/Ag. A Tarde / Futura Press

Muito recuado depois dos primeiros minutos o Paraná era dominado e só se defendia. Em uma rara chegada, aos 24 minutos, Leandro Vilela, sem ter com quem jogar, bateu de muito longe, à esquerda do gol de Fernando Miguel. O ritmo da partida caiu um pouco. Aos 33 minutos, já sem tanto pique, Willian Frias arriscou de fora da área, fraco, pela linha de fundo. Aos 41 minutos, o segundo arremate do Tricolor, com Robson chutando forte, quase acertando o travessão. Mas, aos 49 minutos, Airton aproveitou cobrança de escanteio e desviou para as redes, abrindo placar para o Paraná.

Depois do intervalo, os times retornaram sem alterações. Na frente no placar, a equipe paranista reforçou ainda mais sua marcação. O Leão chegou apenas aos oito minutos, com David recebendo passe de Cleiton Xavier em contra-ataque e chutando por cima da meta. Aos 14 minutos, levantamento para Kanu, que subiu mais do que a defesa e testou por cima do gol. O empate quase veio aos 21 minutos, depois que Pineda ganhou da marcação e chutou cruzado, sem ninguém aparecendo para completar.

O Vitória já sentia o desespero com o tempo passando. Aos 28 minutos, Jhemerson cobrou falta na entrada da área e carimbou a barreira. Aos 33 minutos, David pegou rebote, tirou a zaga e chutou em Brock, que quase colocou para dentro do próprio patrimônio. Aos 37 minutos, Jhemerson cruzou na área, André Lima desviou e mandou para fora.

O Vitória já não mostrava força. Aos 42 minutos, Euller ajeitou e foi desarmado antes do chute. Mas, aos 43 minutos, Guilherme Biteco mostrou oportunismo e completou chute de Diego Tavares para as redes e dedicar o gol ao irmão Matheus, vítima do vôo trágico da Chapecoense. Grande resultado do Paraná.

VITÓRIA 0 X 2 PARANÁ CLUBE

Local: estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA)

Data: 13 de abril de 2017, quinta-feira

Horário: 19h15 (de Brasíia)

Árbitro: Wagner Reway (Fifa-MT)

Assistentes: Fabio Rodrigo Rubinho (MT) e Marcelo Grando (MT)

Cartões amarelos : Rayan, Nathan e Guilherme Biteco (Paraná)

Cartão vermelho : Paulinho (Vitória)

Gols

PARANÁ: Airton, aos 48 minutos do primeiro tempo e Guilherme Biteco, aos 43 minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Fernando Miguel, Patric, Kanu, Alan e Euller; Wiilian Farias, Bruno Ramires (Paulinho), Cleiton Xavier (Jean Pineda) e Gabriel Xavier; David e André Lima.

Técnico: Argel Fucks

PARANÁ: Léo; Júnior, Eduardo Brock, Airton e Rayan; Leandro Vilela (Jhony), Leandro Vilela, Renatinho (Guilherme Biteco) e Robson; Nathan e Pedro Bortoluzo (Diego Tavares)

Técnico: Wagner Lopes

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade