0

O Corinthians não vai cair

Time alvinegro surpreende ao ter um jogador expulso e, mesmo assim, dominar o rival São Paulo, criando chances claras de gol

10 nov 2018
20h09
atualizado às 20h09
  • separator
  • 0
  • comentários

Não, não há nenhuma garantia matemática no título acima até porque com os atuais 40 pontos, o Corinthians só teria escapado da queda para a segunda divisão em 2006, quando a Ponte Preta foi rebaixada com 39 pontos, e em 2014, ano em que o Vitória com 38 pontos terminou em décimo-sétimo. Também não há nenhum exercício de adivinhação, porque já faz tempo que esse escriba quebra a cara quando se arrisca a dar algum palpite.

Então esqueça a lógica. E pense em um time que é o atual campeão brasileiro e que tem a pífia média de um gol por partida. Imagine esse time, afundado em dívidas e passando vergonha fora de campo, enfrentando um adversário que não briga mais pelo título, mas que ocupa um honroso quarto lugar. Agora faça um esforço e se surpreenda com essa mesma equipe fazendo a partida da vida, dominando o rival, criando chances e tendo um gol incrivelmente não assinalado, mesmo com o assistente tão perto do lance e não vendo que o chute de Danilo tinha entrado.

Ralf comemora o seu gol, que abriu o placar para o Corinthians contra o São Paulo em Itaquera
Ralf comemora o seu gol, que abriu o placar para o Corinthians contra o São Paulo em Itaquera
Foto: PETER LEONE/FUTURA PRESS / Estadão Conteúdo

Até esse lance, o sábado era perfeito para o corintiano, maloqueiro e sofredor. Mas como sempre pode piorar, o chileno Araos descolou uma expulsão infantil no último minuto do primeiro tempo. No intervalo, o Timão teria de engolir o sapo de não estar na frente por conta de um erro de arbitragem e ainda teria de se superar porque voltaria para o segundo tempo com um jogador a menos.

Surpreendentemente para os padrões do técnico Jair Ventura, o Corinthians continuou em busca da vitória, encarando um São Paulo excessivamente cauteloso e que parecia até constrangido por já saber a essa altura do erro cometido contra o rival. Até que finalmente, a luta corintiana foi transformada em outro gol, dessa vez validado, marcado pelo incansável e veterano Ralf. A alegria durou menos de dez minutos e Brener ainda empatou o clássico para o Tricolor.

No entanto, pouco importam os números para o Corinthians depois da partida contra o São Paulo. Sim, se tivesse vencido e ido aos 42 pontos, o time estaria em uma situação muito mais confortável. Mas se na matemática, a luta ainda continua, problema da matemática. Na alma e no coração, o Timão escapou da degola nesse sábado nublado e chuvoso. Quem viver, verá!  

Veja também:

Paradinha Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade