2 eventos ao vivo

Alisson, Salah e Klopp levam Liverpool ao título

Salah marca logo de cara, Alisson brilha no segundo tempo e Klopp comemora primeiro título na Liga dos Campeões

1 jun 2019
18h56
atualizado às 18h57
  • separator
  • comentários

O título do Liverpool pode ser explicado em três fatores fundamentais que fizeram a diferença em relação ao ano passado, quando o time foi vice-campeão.

Jordan Henderson levanta o troféu da Liga dos Campeões; é a sexta vez que time vence competição
Jordan Henderson levanta o troféu da Liga dos Campeões; é a sexta vez que time vence competição
Foto: Sergio Perez / Reuters

Em primeiro lugar, o time manteve o técnico Klopp e a filosofia ofensiva. Em segundo, arrumou a defesa e contratou Alisson, que contra o Tottenham justificou a transferência milionária. E por último teve Salah inteiro, ao contrário da decisão contra o Real Madrid, quando o egípcio se machucou no início do jogo.
 
O Liverpool, apesar do pênalti duvidoso marcado no início do jogo, chegou ao título com méritos. Foi mais perigoso durante todo o jogo e ainda viu o técnico Pochettino deixar Lucas Moura, o herói da semifinal, no banco. Ele só entrou na metade do segundo tempo e mostrou que poderia ter criado mais problemas para os Reds.
 
Só que o Liverpool tinha Alisson, tinha Mane, tinha Salah, tinha Origi, que fez o segundo gol, e tinha Klopp no banco, um técnico elegante, fiel aos seus princípios de sempre buscar o ataque, mas que também mostrou saber se defender quando foi preciso.
 
O futebol arte agradece.

Veja também:

 

 

Paradinha Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade