PUBLICIDADE

Brasileiros deslancham na Libertadores; Santos é a exceção

Destaques na competição, times do País assumem favoritismo

6 mai 2021 08h47
| atualizado às 09h42
ver comentários
Publicidade

A Libertadores, em sua fase de grupos, é dividida em oito chaves. Em sete delas, há clubes brasileiros e em seis a liderança pertence a times brasileiros. É um dado que reforça a supremacia do futebol do País no continente.

Flamengo (Grupo G) e Palmeiras (A) se destacam na turma por causa do aproveitamento de 100% até agora, em três jogos.

Palmeiras, de Raphael Veiga (d), arranca para tentar o segundo título consecutivo da Libertadores
Palmeiras, de Raphael Veiga (d), arranca para tentar o segundo título consecutivo da Libertadores
Foto: Raul Sifuentes / Reuters

São Paulo (E) e Atlético-MG (H) também estão invictos e têm, cada, duas vitórias e um empate. No Grupo B, o Internacional assumiu a ponta nessa quarta (5), ao aplicar sua maior goleada em Libertadores – 6 a 1 no Olímpia, do Paraguai, em partida realizada em Porto Alegre.

Por fim, o Fluminense divide o primeiro lugar do Grupo D com o River Plate. No confronto entre ambos no Maracanã, em 22 de abril, no empate por 1 a 1, o time carioca foi superior ao argentino e mostrou que sua classificação para as oitavas está encaminhada.

Foge à regra até o momento o Santos (C), que começou mal a fase atual, com duas derrotas, mas que reagiu no último jogo, goleando o The Strongest por 5 a 0, na terça (4), na Vila Belmiro. Na próxima semana, a equipe, hoje em terceiro lugar, passará à vice-liderança se vencer o Boca Juniors, em Santos.

Papo de Arena
Publicidade
Publicidade