PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Galiotte confia "muito" na permanência de Abel no Palmeiras e fala sobre futuro de Felipe Melo

1 dez 2021 13h36
| atualizado às 14h00
ver comentários
Publicidade

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, falou nesta quarta-feira que confia "muito" na permanência do técnico Abel Ferreira por pelo menos mais uma temporada, quando encerra seu contrato. Além disso, o dirigente abordou a questão contratual de Felipe Melo, que tem seu vínculo com o Verdão se encerrando.

"Estou confiante na permanência dele (Abel). Muito. Não tenho a posição oficial, mas o Abel tem contrato conosco até dezembro do ano que vem, vocês sabem que tem uma questão familiar que é sensível para ele e para todos nós. Sabemos como é difícil ficar longe da família. É uma possibilidade (trazer a família), estamos discutindo alternativas para minimizar esse problema. Ele está disposto a tratar desse tema, buscar alternativas. Agora, por um outro lado, a identificação do Abel com nosso trabalho, conceitos, estrutura, nossa forma de administrar futebol é fantástica. Ele se identificou demais. Ele e sua comissão são pessoas sérias, acredito que ele seja uma revelação como treinador nesses últimos anos", disse Galiotte à TNT Sports.

O mandato de Galiotte está chegando ao fim e Leila Pereira será assumirá o cargo de presidente do Palmeiras no próximo dia 15. Ela também conta com o técnico português para a próxima temporada.

"O trabalho do Abel é extraordinário, os resultados são muito importantes. A saída do Abel será sentida quando acontecer, ele é uma revelação entre os treinadores. Não diria 'medo', mas o Palmeiras é eterno, ele é para sempre. Tivemos Ademir da Guia, Rivaldo, Alex, Telê Santana, Vanderlei… Agora o Abel também marcou seu nome na história, mas ela se reconstrói, o clube tem seus ciclos. Vai chegar o momento que ele sairá e o clube continua. Nada é eterno, a não ser o Palmeiras", disse o presidente sobre o receio de Abel deixar o clube.

Galiotte também falou sobre Felipe Melo, que não renovou seu contrato e tem situação indefinida no Palmeiras. "O Felipe é um ídolo, um grande jogador. Ele por muitas vezes foi fundamental dentro e fora de campo. A gente reconhece e tem situações que, como administrador, temos que analisar muito bem. Ele tem um desejo de continuar no futebol com uma renovação de contrato por 2 anos, ele tem hoje 38 e vai fazer 39. São situações que eu não acho legítimas, daqui 10 dias eu não vou ser mais o presidente, então as pessoas que vão administrar o clube, junto com todos os indicadores, têm que participar das decisões. Senão seria um egoísmo da minha parte. Até onde eu fiquei, tomei minhas decisões. Daqui para frente, com os novos cenários, as pessoas precisam estar envolvidas na decisão, assim como no caso do Jailson. Nos próximos dias deve haver uma conversa com o Felipe e esse caso será resolvido. A minha conversa com o Felipe foi para gente analisar esse desejo de dois anos que ele gostaria. Eu preciso refletir sobre todos os aspectos, não adianta eu ficar apenas com uma decisão emocional. Eu não renovaria por dois anos", concluiu Galiotte.

Felipe Melo é um dos líderes do Palmeiras e está no clube desde 2017. Ao todo, o volante conquistou um Campeonato Brasileiro, duas Libertadores e uma Copa do Brasil pelo clube.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade