PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Favoritar Time

Aumento escalonado e multa mais alta para europeus: veja detalhes do contrato de Endrick com o Palmeiras

Joia da base vai ganhar R$ 90 mil em primeiro acordo, mas salário vai aumentar a cada ano do vínculo a ser assinado com o Verdão em julho, quando completará 16 anos

24 mai 2022 12h30
| atualizado às 14h54
ver comentários
Publicidade

O Palmeiras confirmou na última segunda-feira (23) que chegou a um acordo para o primeiro contrato profissional do atacante Endrick, joia das categorias de base. Entre algumas cláusulas, reveladas ao LANCE! por pessoas ligadas à diretoria alviverde, está um curioso aumento salarial escalonado e a tradicional multa mais alta imposta pelo clube caso uma série de equipes europeias específicas se disponha a bancar o montante para contar com o atleta.

Endrick e Leila Pereira após o inédito título da Copinha, no início deste ano (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)
Endrick e Leila Pereira após o inédito título da Copinha, no início deste ano (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)
Foto: Lance!

De acordo com o apalavrado inicialmente entre Verdão e o estafe da promessa, Endrick vai ganhar R$ 90 mil mensais no primeiro ano de contrato. O valor, contudo, passa para R$ 100 mil no segundo e R$ 120 mil no terceiro e último ano do vínculo a ser assinado.

Há bônus previstos por números de jogos e gols marcados que podem elevar esses valores.

A multa rescisória inicial definida no acordo é de 40 milhões de euros (cerca de R$ 207 mi). O valor de 60 mi de euros divulgado pelo próprio Palmeiras só valerá caso sejam cumpridas cláusulas ou os interessados em bancar o acordo sejam Barcelona, Real Madrid, PSG ou Manchester City, clubes que já demonstraram interesse público na joia desde o início do ano.

Motivo de debate no início do ano (e preocupação da torcida), o Verdão conseguiu manter com Endrick o acordo usual que possui com suas principais revelações da base na assinatura dos contratos profissionais. Ou seja, mantém 70% dos direitos federativos e repassa 30% à família.

Quase todos os principais destaques acertaram esses termos nas negociações para o primeiro contrato.

Esse item, em específico, poderia gerar desgaste, no entanto, o pai de Endrick sempre falou publicamente que manteria a palavra de não prejudicar o time alviverde em gratidão por tudo o que foi feito por sua família para a vinda da joia a São Paulo.

Endrick poderá colocar sua assinatura no acordo apalavrado com o Alviverde apenas a partir de 21 de julho. A validade do vínculo é de três anos, o máximo possível para jogadores adolescentes. Depois de atingirem 18 anos, a duração pode ser maior.

Neste momento, Endrick tem alternado entre os jogos com os times sub-17, sub-20 e alguns treinos com a equipe profissional na Academia de Futebol. No início deste ano, ele foi campeão da Copinha, conquistando um título inédito para o Palmeiras. Sua utilização por Abel Ferreira, porém, não deve ser imediata e o mais provável é que ele seja apenas inserido no elenco a partir de 2023.

Lance!
Publicidade
Publicidade