PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Antes de ganhar Copa Rio, Palmeiras bateu Peñarol de Ghiggia no Estádio Centenário

27 nov 2021 05h18
| atualizado às 05h18
ver comentários
Publicidade

O Palmeiras entra em campo para decidir a Libertadores às 17 horas (de Brasília) deste sábado, contra o Flamengo, no Centenário. No mesmo estádio, meses antes de conquistar a histórica Copa Rio 1951, o time alviverde venceu o Peñarol, então defendido por Alcides Ghiggia, carrasco do Brasil no Mundial 1950.

Em dois amistosos disputados em abril de 1951, o Palmeiras empatou com o Peñarol (0 x 0) no Estádio do Pacaembu e ganhou no Centenário (2 x 1). O time alviverde contava com a base que conquistaria a Copa Rio, enquanto a equipe uruguaia tinha campeões mundiais como Obdulio Varela e Juan Alberto Schiaffino, além de Ghiggia.

Em 28 de abril de 1951, o técnico uruguaio Ventura Cambon escalou o Palmeiras com o seguinte time para enfrentar o Peñarol: Oberdan; Salvador e Juvenal; Waldemar Fiúme, Luiz Villa e Dema; Lima, Aquiles, Liminha, Jair Rosa Pinto e Rodrigues.

Contracapa do jornal A Gazeta Esportiva

Lima, Jair Rosa Pinto e Schiaffino marcaram os gols da partida. Em sua edição de 30 de abril de 1951, o jornal A Gazeta Esportiva titulou "Vitorioso o Palmeiras em Montevidéu!" e informou que o comportamento do time visitante diante de alguns dos campeões mundiais foi a chave do triunfo.

"A vitória do XI esmeraldino em muito se deve à conduta dos seus jogadores em campo, já que, tecnicamente, não chegou a se completar. Todavia, soube o quadro de Oberdan, nos minutos mais crusciantes, fazer valer a sua tradicional fibra e alto espírito de luta", descreveu o diário.

A vitória sobre o time de Obdulio Varela, Juan Alberto Schiaffino e Alcides Ghiggia rendeu ao Palmeiras a Taça Peñarol. Menos de três meses depois, com a mesma base, o Palmeiras empatou com a Juventus no Estádio do Maracanã e conquistou a histórica Copa Rio 1951.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade