0

Copa: após recorde e flerte com duelo local, África dá adeus

30 jun 2014
21h51
  • separator
  • comentários

O continente africano chegou a atingir recorde histórico na Copa do Mundo de 2014, mas não conseguiu bater a melhor campanha em um Mundial. Após colocar pela primeira vez duas seleções do país nas oitavas de final e sonhar, mesmo que de longe, com uma equipe do pais em uma inédita semifinal, a África deu adeus ao torneio deste ano com duas derrotas nesta segunda.

<p>Arg&eacute;lia foi &uacute;ltimo africano a sair da Copa do Mundo de 2014</p>
Argélia foi último africano a sair da Copa do Mundo de 2014
Foto: Edgard Garrido / Reuters

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Em 2014, Nigéria e Argélia se classificaram à segunda fase da Copa do Mundo, fato inédito para o continente. Como estavam no mesmo lado da chave, ambas as equipes se enfrentariam nas quartas de final, caso avançassem no torneio. O duelo renderia pela primeira vez uma seleção africana na semifinal da Copa do Mundo.

As esperanças foram frustradas nesta segunda-feira. A Nigéria sofreu dois gols na reta final do confronto para perder para a França por 2 a 0, após fazer boa atuação. Já a Argélia foi mais longe ainda: fez grande confronto com a favorita Alemanha, decidido apenas na prorrogação com vitória por 2 a 1 apertada e com sofrimento para os germânicos.

“O futebol africano tem melhorado, todos os times que classificaram têm jogadores de qualidade, mas sabemos que a Copa do Mundo é completamente diferente. Certamente precisamos melhorar o espírito de equipe, o jogo coletivo, porque há muitas individualidades, mas os africanos ainda precisam aprender a jogar como um time. E talvez no futuro poderemos chegar às semifinais”, afirmou Madjid Bougherra, zagueiro e capitão da Argélia, após a eliminação da seleção.

De fato, as seleções do continente sofreram com polêmicas envolvendo dinheiro. Camarões, Gana e Nigéria chegaram a não treinar e ameaçaram não entrar em campo caso premiações não fossem pagas. A turbulência em Gana só foi sanada com o recebimento de malotes de dinheiro um dia antes do duelo contra Portugal, pela terceira rodada da primeira fase. Já os nigerianos tiveram até intervenção do presidente para entrarem em campo nas oitavas, contra a França.

Veja abaixo o desempenho de africanos em Copas com 32 tines:

Copa Melhor seleção africana
1998 Nigéria (oitavas de final)
2002 Senegal (quartas de final)
2006 Gana (oitavas de final)
2010 Gana (quartas de final)
2014 Nigéria e Argélia (oitavas de final)
Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade