PUBLICIDADE

Rússia condena mulher que invadiu campo a 15 dias de prisão

Primeira a ser punida pela invasão ao gramado na final da Copa, Veronika Nikulshina faz parte do grupo Pussy Riot

16 jul 2018 13h54
| atualizado às 14h07
ver comentários
Publicidade

Nesta segunda-feira, um tribunal de Moscou condenou a 15 dias de prisão uma das quatro pessoas que interromperam o jogo da final da Copa do Mundo entre França e Croácia, no domingo, Estádio Lujniki, na capital russa, invadindo o campo com uniformes falsos de policiais. Os quatro são membros do grupo de punk rock feminista russo Pussy Riot e tinham como objetivo protestar contra o governo do presidente Vladimir Putin.

Veronika Nikulshina, uma das 4 pessoas que invadiram campo na final da Copa do Mundo, comparece a audiência em tribunal de Moscou 16/07/2018 REUTERS/Sergei Karpukhin
Veronika Nikulshina, uma das 4 pessoas que invadiram campo na final da Copa do Mundo, comparece a audiência em tribunal de Moscou 16/07/2018 REUTERS/Sergei Karpukhin
Foto: Reuters

O juiz também proibiu a invasora, Veronika Nikulshina, de comparecer a eventos esportivos por três anos. As outras três pessoas que invadiram o campo durante a final do Mundial serão sentenciadas ainda nesta segunda-feira.

Veja também

Os russos também sambam:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade