PUBLICIDADE

Motociclismo

Marc Márquez vê 4ª cirurgia como "pesadelo", mas destaca tratamento para voltar a 100%

Piloto da Honda admitiu que foi pego de surpresa com a necessidade de passar por uma quarta cirurgia no braço direito durante a temporada 2022 da MotoGP, mas revelou que agora passa por um tratamento específico para tentar se recuperar 100% para o próximo campeonato

14 dez 2022 - 12h28
Compartilhar
Exibir comentários
Marc Márquez destacou que está fazendo tratamento para tentar recuperar a forma
Marc Márquez destacou que está fazendo tratamento para tentar recuperar a forma
Foto: Divulgação/MotoGP / Grande Prêmio

Marc Márquez classificou como um "pesadelo" a quarta cirurgia no braço direito. O espanhol afirmou que não esperava ter de passar por uma nova intervenção na temporada 2022, mas agora faz um tratamento específico para tentar se recuperar 100% para o próximo campeonato.

A epopeia do irmão de Álex começou em meados de 2020, quando uma queda no GP da Espanha culminou com uma fratura no braço direito. O piloto da Honda tentou acelerar o retorno às pistas, o que só deteriorou a situação. Quando as coisas pareciam ter entrado nos eixos, Marc surpreendeu em meados desde ano ao anunciar que se afastaria da MotoGP para passar por uma quarta operação, desta vez nos Estados Unidos.

Marc Márquez participou de evento ao lado de Carlos Sainz Jr
Marc Márquez participou de evento ao lado de Carlos Sainz Jr
Foto: Estrella Galicia / Grande Prêmio

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

No procedimento, realizado na Clinica Mayo, os médicos tiveram de seccionar e rotacionar o osso, o que exigiu mais um longo processo de recuperação.

Nesta quarta-feira (14), Marc participou de um evento no museu da Estrella Galicia, em La Coruña, e destacou que tem a agressividade no DNA, como mostrou no GP da Comunidade Valenciana, quando não conseguiu completar. Mas destacou que a temporada foi condicionada pelos problemas físicos.

"Estamos em cima de uma moto, não de um animal. Se você acelera, vai mais rápido, se não, mais lento. Mas o meu DNA é arriscar. Mostrei isso na última corrida, em Valência. Queria estar no pódio e forcei", disse Marc. "Mas não esperava que tivesse de operar na metade da temporada, o que foi um pesadelo. Mas quem espera, alcança", ponderou.

"Depois da lesão, fiz algumas boas corridas, com velocidade, mas isso não me serve para ganhar [o Mundial]. Tenho de ter estabilidade e, quanto a mais a máquina ajudar, melhor será", defendeu.

O hexacampeão da MotoGP explicou que está fazendo um tratamento no braço no tentar recuperar plenamente a forma antes da temporada 2023.

"Estou fazendo um tratamento mais específico para tentar buscar o 100% deste braço com quatro operações, porque a obrigação é lutar pelo Mundial. Estou trabalhando nisso para, em janeiro, começar a trabalhar em conjunto para chegar ao meu máximo. Na pré-temporada, veremos onde estamos", encerrou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Compartilhar
Publicidade
Publicidade