PUBLICIDADE

Bagnaia frustra festa e é pole na França em 1-2 da Ducati. Quartararo é 4º

Foi no fim da classificação que Francesco Bagnaia acabou com as chances de Fabio Quartararo comemorar a pole-position em casa. O francês vai partir da quarta posição

14 mai 2022 09h59
| atualizado às 10h20
ver comentários
Publicidade
Bagnaia desbancou Quartararo pela pole
Bagnaia desbancou Quartararo pela pole
Foto: Ducati / Grande Prêmio

BASTIANINI, MARTÍN OU MILLER: QUEM FICA COM A VAGA NA DUCATI NA MOTOGP EM 2023?

Mais um gostinho da temporada de 2021? Quase isso. Fabio Quartararo e Francesco Bagnaia foram os grandes nomes da classificação do GP da França, em Le Mans, neste sábado (14). Mas quem levou a melhor e comprovou o bom ritmo da Ducati após a vitória em Jerez foi o italiano, que anotou 1min30s450 e comandou o 1-2 da Desmosedici.

Seu companheiro de equipe, Jack Miller ficou a apenas 0s069 do líder. Em terceiro lugar, mais uma vez surpreendendo com a Aprilia, Aleix Espargaró desbancou Fabio Quartararo e fechou o top-3. O dono da casa liderou boa parte da sessão, mas foi superado no fim, quando sequer conseguiu melhorar seu tempo. A 0s238 de Pecco, Fabio largará da quarta posição.

O BRASIL EM DUAS RODAS

Francesco Bagnaia é pole na França (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Enea Bastianini e Johann Zarco estão em quinto e sexto lugares, respectivamente. Joan Mir, Álex Rins, Jorge Martín e Márc Marquez feham as 10 primeiras colocações.

A largada do GP da França de MOtoGP, em Le Mans, sétima etapa da temporada, acontece no domingo, às 9h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

Quartararo domina TL4 colado em Rins em Le Mans

O quarto treino livre da MotoGP começou com a Ducati na ponta. Depois de uma breve liderança de Jack Miller, foi Marco Bezzecchi quem tomou o comando. Ainda assim, a movimentação na ponta do jogo foi intensa, já que Álex Rins pegou a P1 depois de uma ligeira passagem de Pol Espargaró pela posição.

Ainda no começo da atividade, Jack Miller sofreu uma queda na curva 7, mas escapou de lesões maiores. O australiano logo levantou e ajudou os fiscais a removerem a moto do local.

Quartararo, todavia, não tardou em aparecer. Com 1min31s858, o francês tomou a ponta, 0s260 melhor que Rins. O francês logo tratou de melhorar para sustentar a ponta, anda que Álex tenha cortado a diferença para 0s115.

Minutos depois, a Museé fez mais uma vítima: Aleix Espargaró. Rodando um pneu médio na dianteira, o catalão caiu, mas escapou de lesões e logo montou na moto para tentar guiá-la pela via de serviço de volta aos boxes da Aprilia.

Em meados da sessão, os pilotos partiram para uma rodada de pit-stops. Quartararo seguia na ponta na França, escoltado por Rins, Takaaki Nakagami, Miller, Jorge Martín, Bagnaia, Pol Espargaró, Marc Márquez, Joan Mir e Johann Zarco.

A fase intermediária nção viu grandes mudanças na tabela, mas, com 2 minutos para o fim, Marc Márquez caiu na curva 9, a primeira perna o 'S' Chemin Aux Boeufs. O espanhol ficou bem irritado por causa dos danos na moto, mas escapou de lesões maiores.

Marc Márquez caiu durante o TL4 (Foto: MotoGP)

Enquanto isso, Alex Espargaró voltou para a pista e escalou para terceiro, 0s112 mais lento do que Quartararo.

Com o fim dos 30 minutos de sessão, Quartararo assegurou a liderança com 1min31s444, 0s010 melhor que Rins, que também conseguiu uma volta melhor nos minutos finais. Bagnaia ficou com o terceiro tempo após a volta de Aleix ser cancelada, mas o catalão voltou ao quarto posto depois de um novo giro, agora em 1min31s775.

Martín avança ao Q2 acompanhado por Mir em Le Mans

A primeira etapa da classificação em Le Mans começou com Jorge Martín na ponta, diante de Joan Mir. Na volta seguinte, as posições foram mantidas, com o piloto da Pramac liderando o conterrâneo com 0s114 de margem. Terceiro, Marco Bezzecchi vinha 0s035 abaixo da linha de corte.

O italiano da VR46, aliás, fez um tour assustador pela chicane Dunlop, mas conseguiu evitar a queda e voltou aos boxes para fazer o pit-stop planejado e encarar a segunda metade da sessão.

No retorno ao traçado, Joan cravou 1min30s933 e tomou a primeira colocação, 0s205 melhor do que Martín. Mais atrás, Miguel Oliveira subiu para a quinta colocação, diante de Maverick Viñales, que também foi mais rápido.

Martín respondeu na mesma moeda, foi a 1min30s804 e voltou à frente de Joan, agora com 0s129 de vantagem. Viñales pulou para terceiro em seguida, ainda 0s338 abaixo da linha de corte.

Já com o cronômetro travado, Bezzecchi subiu para terceiro, só 0s007 atrás de Mir. Luca Marini fechou a sessão em quinto, 0s559 mais lento que o ponteiro da sessão.

Com o fim dos 15 minutos de Q1, Martín e Mir vão ao Q2, enquanto Bezzecchi se contenta com o 13º lugar no grid, diante de Viñales, Marini, Fabio Di Giannantonio, Miguel Oliveira, Brad Binder, Franco Morbidelli, Andrea Dovizioso, Álex Márquez, Remy Gardner, Darryn Binder e Raúl Fernández.

Bagnaia crava pole na França em dobradinha com Miller

A fase decisiva da classificação iniciou com Francesco Bagnaia na pole provisória, 0s300 melhor do que Quartararo. Aleix Espargaró logo se enfiou entre os dois, cortando para 0s206 a margem de Pecco.

O titular da Ducati, contudo, vinha em volta e foi a 1min30s699 para se afastar 0s417 do catalão. Martín subiu para segundo para formar um 1-2 da Ducati, mas Quartararo fez a alegria francesa ao destronar Bagnaia por meros 0s011 ao atingir 1min30s688.

Quando chegou a hora da rodada de pit-stop, o top-12 provisória tinha: Quartararo, Bagnaia, Martín, Aleix, Bastianini, Zarco, Miller, Rins, Mir, Marc Márquez, Pol Espargaró e Takaaki Nakagami.

Quando chegou a hora da verdade, Pecco saiu acompanhado de Jack Miller, com Pol Espargaró tentando acompanhar o passo das Ducati. Quartararo, por sua vez, foi escoltado por Bastianini e Mir na saída dos boxes.

Johann Zarco foi o primeiro a se movimentar. O francês saltou para terceiro, mas logo foi superado por Bastianini e Rins, caindo para quinto, 0s349 atrás do tempo da pole.

Na sequência, Pecco fez 1min30s450 e tomou a ponta, 0s069 melhor que Miller, que ficou em segundo. Fabio desceu para terceiro, diante de Enea e Aleix.

Ao passo em que Bagnaia e Miller passaram antes da bandeirada na França, com tempo para mais uma volta rápida, os demais vinham no último giro. Aleix subiu para terceiro, 0s159 atrás de Pecco.

Fabio, porém, perdeu tempo demais na parcial final do circuito e sequer conseguiu melhorar, ficando fora até da primeira fila.

MotoGP 2022, GP da França, Le Mans, Classificação:

1 F BAGNAIA Ducati 1:30.450  
2 J MILLER Ducati 1:30.519 +0.069
3 A ESPARGARÓ Aprilia 1:30.609 +0.159
4 F QUARTARARO Yamaha 1:30.688 +0.238
5 E BASTIANINI Gresini Ducati 1:30.711 +0.261
6 J ZARCO Pramac Ducati 1:30.863 +0.413
7 J MIR Suzuki 1:30.943 +0.493
8 Á RINS Suzuki 1:30.977 +0.527
9 J MARTÍN Pramac Ducati 1:31.068 +0.618
10 M MÁRQUEZ Honda 1:31.596 +31.596
11 P ESPARGARÓ Honda 1:31.526 +31.526
12 T NAKAGAMI LCR Honda 1:31.595 +31.595
13 M BEZZECCHI VR46 Ducati 1:30.940 +30.940
14 M VIÑALES Aprilia 1:31.271 +31.271
15 L MARINI VR46 Ducati 1:31.363 +31.363
16 F DI GIANNANTONIO Gresini Ducati 1:31.487 +0.544
17 M OLIVEIRA KTM 1:31.547 +1.097
18 B BINDER KTM 1:31.610 +1.160
19 F MORBIDELLI Yamaha 1:31.617 +1.167
20 A DOVIZIOSO RNF Yamaha 1:31.618 +1.168
21 A MÁRQUEZ LCR Honda 1:31.763 +1.313
22 R GARDNER  Tech3 KTM 1:31.820 +1.370
23 D BINDER RNF Yamaha 1:32.596 +2.146
24 R FERNÁNDEZ Tech3 KTM 1:32.767 +2.317

SUZUKI DETONA BOMBA NA MOTOGP COM ANUNCIO DE SAÍDA EM 2022

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade