PUBLICIDADE

Amanda Nunes vence revanche contra Julianna Peña e reconquista cinturão peso-galo do UFC

Com uma boa atuação em cinco rounds no UFC 277, Amanda Nunes superou Julianna Peña e voltou a ser campeã no peso-galo feminino

31 jul 2022 - 05h18
Ver comentários

O cinturão peso-galo feminino é da "Leoa" novamente. Na luta principal do UFC 277, neste sábado (30), em Dallas (EUA), Amanda Nunes teve uma atuação dominante, superou Julianna Peña na decisão unânime dos jurados com uma atuação dominante e reconquistou o título da divisão até 61kg, onde já reinou por anos. No co-main event, Brandon Moreno venceu Kai Kara-France por nocaute e se tornou o novo detentor do título interino no peso-mosca, e agora terá o direito de desafiar Deiveson Figueiredo, dono do título linear.

Amanda Nunes venceu revanche contra Peña no UFC 277 e reconquistou o cinturão peso-galo (Foto: Reprodução/UFC)
Amanda Nunes venceu revanche contra Peña no UFC 277 e reconquistou o cinturão peso-galo (Foto: Reprodução/UFC)
Foto: Lance!

Além de Amanda Nunes, outros dois brasileiros estiveram em ação no UFC 277. No card principal, Alexandre Pantoja teve uma atuação brilhante e finalizou o americano Alex Perez ainda no primeiro round. Já no card preliminar, Rafael Alves fez um confronto empolgante diante de Drew Dober, mas acabou sendo derrotado pelo americano por nocaute no terceiro e último assalto.

Amanda Nunes vence Peña em revanche e reconquista cinturão

Amanda Nunes e Julianna Peña começaram a luta principal do UFC 277 de forma cautelosa. A brasileira, aos poucos, foi soltando seu jogo, conectando chutes e socos na média distância. A americana buscava o contra-ataque, mas Amanda conectava golpes precisos e chegou a desequilibrar Peña com um dos seus socos. Na reta final do primeiro round, Julianna conseguiu acertar bons golpes de direita e equilibrou as ações.

No início do segundo assalto, Amanda Nunes colocou fogo no confronto ao acertar um belo cruzado de direita, que levou Julianna Peña a knockdown. A americana levantou, mas logo na sequência, a cena se repetiu: cruzado de Amanda e Peña no chão. Antes do final da parcial, a americana ainda foi a knockdown pela terceira vez, após a "Leoa" acertar um bom golpe de esquerda. No terceiro round, Julianna buscou a luta agarrada, mas a baiana se desvencilhou. Na sequência, Amanda aplicou uma bela queda sobre a americana. Por cima, a "Leoa" acertou boas cotoveladas e ampliou sua vantagem no confronto.

No quarto round, logo de início, Amanda derrubou Julianna Peña novamente. Apesar dos sustos com as tentativas de omoplata da americana, a brasileira se livrou bem das investidas da adversária e voltou a conectar bons golpes no ground and pound. No quinto e último assalto, Amanda Nunes derrubou Peña mais uma vez. Com a estratégia de manter a luta no solo, a baiana controlou as ações e se manteve por cima até o final da parcial.

Após cinco rounds de um confronto tenso e empolgante no UFC 277, os árbitros decretaram a vitória de Amanda Nunes sobre Julianna Peña na decisão unânime dos jurados e a brasileira volta a ser campeã peso-galo do Ultimate e, consequentemente, campeã dupla da organização norte-americana, tendo em vista que também é dona do cinturão peso-pena.

Moreno nocauteia Kara-France e conquista cinturão interino

O co-main event do UFC 277 começou de forma estudada na luta em pé, com pouca ação por parte de Brandon Moreno e Kai Kara-France, apesar de uma ligeira vantagem para Moreno nos primeiros cinco minutos. No segundo round, o mexicano continuou preciso em suas ações e pressionou o neozelandês contra a grade, aproveitando-se da sua maior envergadura para controlar o centro do cage e a distância dos golpes.

No terceiro assalto, ao aplicar um chute, Brandon Moreno caiu e viu Kai Kara-France ficar por cima e aplicar golpes perigosos no ground and pound. O mexicano levantou na sequência, e passado o susto, retomou o controle do combate, aumentou seu ritmo de golpes e, ao acertar um forte chute, fez Kara-France já cair sem condições de seguir na luta. O mexicano ainda aplicou mais uma forte sequência de golpes no ground and pound, até que o árbitro central Herb Dean interrompeu o duelo, decretando a vitória de Moreno por nocaute técnico.

Agora novo campeão peso-mosca interino do UFC, Brandon Moreno se credencia mais uma vez a enfrentar Deiveson Figueiredo, atual detentor do título linear da divisão. Caso o confronto realmente aconteça, será a quarta vez que os lutadores vão medir forças. Até o momento, em três duelos, o brasileiro venceu uma, o mexicano outra, além de um empate, que aconteceu no primeiro encontro entre eles.

Pantoja dá show e finaliza Perez no primeiro round

Sem perder tempo, Alexandre Pantoja iniciou o combate no UFC 277 partindo para cima de Alex Perez, com golpes precisos, e pressionando o adversário contra a grade. Com rapidez, o brasileiro grudou nas costas do americano, que se manteve em pé. Esbanjando técnica, Pantoja fechou o cadeado e teve a brecha que precisava para encaixar um belo mata-leão. Perez bem que tentou resistir, mas acabou dando os três tapinhas em sinal de desistência ainda no primeiro round, forçando a interrupção do árbitro central.

Com o belo resultado no UFC 277, Alexandre Pantoja, número 4 do ranking peso-mosca do Ultimate, emplaca sua terceira vitória consecutiva na organização norte-americana e se aproxima de vez de uma chance de disputar o cinturão da categoria até 57kg. Por outro lado, Alex Perez amargou sua segunda derrota em sequência no UFC.

Rafael Alves é nocauteado no card preliminar

Primeiro brasileiro em ação no card do UFC 277, Rafael Alves fez um primeiro round intenso contra Drew Dober. Os dois lutadores partiram para a trocação franca nos primeiros momentos, mas na sequência, o brasileiro trouxe a luta para o solo, chegou a tentar uma guilhotina, mas viu o adversário defender bem a posição. No fim da parcial, no entanto, Dober equilibrou as ações e conectou uma boa sequência de golpes sobre Rafael, que soube absorver bem a investida do oponente.

No segundo assalto, Drew Dober embalou e controlou as ações. Agressivo na luta em pé, o americano mostrou golpes potentes, enquanto Rafael Alves reagiu apenas nos momentos finais da parcial, levantando o público. No último assalto, o brasileiro teve maior movimentação, mas ao receber um cruzado de Dober em uma área próxima do estômago, caiu imediatamente em sinal de desistência, forçando a interrupção do árbitro central.

Com o resultado adverso no UFC 277, Rafael Alves agora contabiliza duas derrotas e uma vitórias em três lutas no Ultimate. Por outro lado, o americano emplacou seu segundo triunfo em sequência na organização, sendo mais um por nocaute.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 277

Dallas, no Texas (EUA)

Sábado, 30 de julho de 2022

Card principal

Amanda Nunes derrotou Julianna Peña por decisão unânime dos jurados

Brandon Moreno derrotou Kai Kara-France por nocaute técnico no 3R

Sergei Pavlovich derrotou Derrick Lewis por nocaute técnico no 1R

Alexandre Pantoja finalizou Alex Perez com um mata-leão no 1R

Magomed Ankalaev derrotou Anthony Smith por nocaute técnico no 2R

Card preliminar

Alex Morono derrotou Matt Semelsberger por decisão unânime dos jurados

Drew Dober derrotou Rafael Alves por nocaute técnico no 3R

Hamdy Abdelwahab derrotou Don'Tale Mayes por decisão dividida dos jurados

Drakkar Klose derrotou Rafa Garcia por decisão unânime dos jurados

Michael Morales derrotou Adam Fugitt por nocaute técnico no 3R

Joselyne Edwards derrotou Ji Yeon Kim por decisão dividida dos jurados

Nicolae Negumereanu derrotou Ihor Potieria por nocaute técnico no 2R

Orion Cosce derrotou Mike Mathetha por decisão unânime dos jurados

Lance!
Publicidade
Publicidade