PUBLICIDADE

Lorenne fecha com campeão russo em ano de salto na Seleção de vôlei

Após temporada no Ageo Medics, do Japão, atacante defenderá o Lokomotiv Kaliningrad

25 mai 2022 12h06
ver comentários
Publicidade
Lorenne é uma das apostas do técnico José Roberto Guimarães na renovada Seleção (Foto: Divulgação/FIVB)
Lorenne é uma das apostas do técnico José Roberto Guimarães na renovada Seleção (Foto: Divulgação/FIVB)
Foto: Lance!

Em ano de afirmação na Seleção Brasileira de vôlei, a oposta Lorenne jogará na Rússia na próxima temporada. O LANCE! apurou que a atacante de 26 anos está perto de ser anunciada pelo Lokomotiv Kaliningrad, que conquistou o título do Campeonato Russo em maio.

A brasileira chega ao time de Kaliningrado para substituir Irina Voronkova, um dos destaques da seleção russa e segunda maior pontuadora da última liga local. A atleta está de saída para o Eczacibasi, da Turquia.

Lorenne vem de boa temporada no Japão (Foto: Divulgação/Instagram)
Lorenne vem de boa temporada no Japão (Foto: Divulgação/Instagram)
Foto: Lance!

Será a primeira experiência de Lorenne no país e a segunda no exterior. Ela vem de boa temporada pelo Ageo Medics, do Japão, e apareceu na lista do técnico José Roberto Guimarães para os compromissos de 2022, que incluem a Liga das Nações e o Campeonato Mundial. O treinador está animado com a possibilidade.

- Outra língua, outra cultura, outro estilo de jogo, mudança de hábitos. Estar sozinha em outro país. Com certeza será importante para ela como jogadora. O vôlei russo tem muitas jogadoras boas surgindo e bons técnicos. É uma ótima opção - analisou Zé Roberto.

A mudança de país é motivada pela chance de crescimento na carreira. O vôlei russo, mais ofensivo e com maior alcance dos bloqueios, é fator desafiador para uma oposta. Já a liga japonesa se destaca pelas defesas incríveis e pelo volume de jogo.

Lorenne também teve sondagens de times italianos. O último clube da mineira no Brasil foi o Sesc RJ Flamengo, de Bernardinho. Ela também teve destaque no Barueri, de José Roberto Guimarães.

O momento é de renovação na Seleção Brasileira, com foco nas Olimpíadas de Paris 2024. Atualmente, Lorenne tem a concorrência da jovem e promissora Kisy, de 22 anos e que acaba de conquistar a Superliga e o Sul-Americano pelo Itambé/Minas, e de Lorrayna, de 22, que vem de Barueri e também deve jogar no exterior.

Rosamaria, de 28, que trocou o Novara pelo Busto Arsizio, ambos da Itália, é outro nome importante na posição, mas também será utilizada como ponteira por Zé Roberto. É o mesmo caso de Tainara, do Dentil/Praia Clube, e de Ana Cristina, do Fenerbahce.

Lance!
Publicidade
Publicidade