0

Trio volta a testar positivo para Covid-19 e desfalcará Santos nas oitavas da Libertadores

João Paulo, Madson e Sandry, que haviam tido resultado negativo para o novo coronavírus, na última quarta-feira (18), foram positivados nos exames desta sexta-feira (20)

21 nov 2020
22h22
atualizado às 22h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O goleiro João Paulo, o lateral-direito Madson e meia Sandry estão fora da partida do Santos contra a LDU (EQU), nesta terça-feira (24), em Quito, pela ida das oitavas de final da Libertadores. Na última quarta-feira (18), os atletas, que voltaram dos dez dias de isolamento por conta da infecção pelo novo coronavírus, testaram negativamente a doença. Porém, no exame realizado na sexta-feira (20), eles voltaram a ser diagnosticados com o vírus.

Madson jogou no segundo tempo contra o Furacão, mas não poderá encarar a LDU (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Madson jogou no segundo tempo contra o Furacão, mas não poderá encarar a LDU (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Foto: Lance!

O segundo diagnóstico indica que os jogadores possuem cicatrizes da doença, e não que eles seguem contaminados. No entanto, o resultado foi o suficiente para que, dentro do protocolo de prevenção da doença adotado pela Conmebol, os santistas não possam atuar no Equador. O país impede que pessoas na condição em que eles estão adentrem seu território.

Já pelo Campeonato Brasileiro, os profissionais seguem aptos para jogar, tendo os três sido relacionados na derrota para o Athletico-PR, neste sábado (21), pela 22ª rodada do Brasileirão, na Arena da Baixada, em Curitiba. João Paulo ficou apenas no banco de reservas, enquanto Madson e Sandry entraram no decorrer do confronto.

O Alvinegro seguirá neste domingo (22) na capital paranaense, onde treinará e depois irá viajar para Quito. Além da LDU, a altitude de 2.850 metros será um grande desafio para o Peixe que, por isso, preservou alguns jogadores contra o Furacão, como Lucas Veríssimo, que nem relacionado foi, e Marinho, que entrou apenas aos 22 minutos do segundo tempo.

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade