0

Travesso e bom de bola! Conheça as histórias do Juventus, a 'sensação' da reta final do Catarinense

Credenciado para a elite de 2020 devido à desistência de rival, equipe de Jaraguá do Sul cresce na competição e chega à semifinal embalado por goleada sobre o Figueirense

1 ago 2020
07h34
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
'Chegamos à competição muito desacreditados. Isto faz com que se torne muito marcante fazer história no clube', afirmou meia Geovane Itinga (Foto: Divulgação / Juventus)
'Chegamos à competição muito desacreditados. Isto faz com que se torne muito marcante fazer história no clube', afirmou meia Geovane Itinga (Foto: Divulgação / Juventus)
Foto: Lance!

Uma travessura do futebol ajudou a tornar a reta final do Campeonato Catarinense ainda mais saborosa. De volta à elite nesta temporada, o Juventus peregrinou até assegurar sua vaga na semifinal da competição. Mas não faltaram desafios até a equipe ter aplicado a redentora goleada por 4 a 1 sobre o Figueirense, em pleno Orlando Scarpelli, pelas quartas de final.

VAGA 'DE ÚLTIMA HORA' GERA CORRIDA CONTRA O TEMPO

Moleque Travesso
Moleque Travesso
Foto: Lance!

O destino do Moleque Travesso começou a ser traçado em outubro de 2019, quando o campeão da Série B, Almirante Barroso, anunciou que deixaria de disputar a elite no ano seguinte por seu estádio não atender as exigências da Federação Catarinense de Futebol (FCF). Após o Juventus confirmar que "herdaria" a vaga (por ter sido o terceiro colocado na competição), um mutirão passou a tomar conta do clube de Jaraguá do Sul.

Inicialmente, o Tricolor Jaraguaense promoveu uma "vaquinha" online na tentativa de angariar fundos para a troca do gramado. Entretanto, não foi alcançado o valor esperado. O mês seguinte já trouxe um novo motivo de otimismo: o Juventus selou a parceria com uma empresa.

- Foi um trabalho árduo, pois o primeiro ano, que é quando a gente vem de um acesso, costuma ser mais complicado. Mas fizemos um planejamento estratégico no qual, junto com uma empresa parceira, aconteceu um trabalho minucioso. Buscamos estudar os pontos nos quais teríamos de nos fortalecer, em um projeto que veio desde a contratação do treinador até a estrutura - afirmou o presidente Paulo Marcelino, ao LANCE!.

O mandatário detalhou as benfeitorias feitas no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (cidade localizada a 182 km da capital Florianópolis).

- Fizemos a repaginação do gramado, das arquibancadas, conseguimos a exploração de mais imagens para publicidade com placas no anel superior. Isso ajudou muito. Profissionalizamos setores desde a diretoria. Patrimônio, estafe, comissão técnica, traçamos o perfil que queríamos para os jogadores... Fizemos um trabalho quietinhos, confiante. Não tivemos sorte, o que tivemos foi um período de muito trabalho. Estamos muito felizes por este momento - disse.

O estádio possui gramado natural. Os valores obtidos na "vaquinha" foram utilizados para a areia na grama esmeralda.

A VOZ DA EXPERIÊNCIA

Foto: Lance!

O Moleque Travesso recorreu a um treinador com vivência de sobra no futebol para este regresso à elite. Após passagens por clubes como Palmeiras, Portuguesa, Paysandu, Ponte Preta, Atlético-GO e Chapecoense, Jorginho desembarcou em Jaraguá do Sul repleto de expectativas.

- É um cara experiente, de grupo, que acredita no futebol sem medo, lança o time para frente. E em especial, gosta de dar espaço para jovens - afirmou Paulo Marcelino.

O técnico pediu para aliar jovens com velocidade a alguns jogadores rodados, que chegaram com o intuito de serem pilares para a equipe. Jorginho é categórico ao apontar como fez o elenco do Juventus se fortalecer mentalmente.

- Não é porque um adversário é considerado grande que significa que não possamos ganhar dele. Por isso cobro dos jogadores muito treinamento, dedicação e que todos sejam humildes, desde que não sejam otários. Independentemente da competição, o importante é a gente se impor, ainda mais quando tem um mata-mata pela frente - declarou.

Aos olhos do meia Geovane Itinga, que é um dos destaques da equipe, os conselhos foram fundamentais para que o Tricolor Jaraguaense pregasse uma peça nos adversários.

- Chegamos à competição muito desacreditados, o que torna mais marcante a nossa missão de fazer história no clube. O Jorginho e toda a comissão técnica foram muito importantes para nós neste período, pois controlaram nossa ansiedade - frisou.

ENRASCADA ANTES DA CLASSIFICAÇÃO ÀS QUARTAS

Equipe teve período instável na fase de grupos (Foto: Reprodução/Facebook)
Equipe teve período instável na fase de grupos (Foto: Reprodução/Facebook)
Foto: Lance!

O Moleque Travesso passou por apuros na fase de grupos do Campeonato Catarinense. O técnico Jorginho não esconde sua bronca ao falar sobre a "turbulência" pela qual a equipe de Jaraguá do Sul passou.

- O nosso início foi muito bom, mas aí veio o baque. Os jogadores começaram a se empolgar muito, acharam que já eram os melhores. Quando vimos, sofremos três derrotas seguidas. Aí tivemos de arrumar as coisas, fui modificando a equipe para que o pessoal acordasse... Assim, reencontramos nosso futebol e garantimos a vaga na fase seguinte - recordou.

Por ter se classificado em sexto lugar, o Juventus teria de desafiar o favoritismo do Figueirense.

QUARTAS: 'COCHILO' NA IDA E DELÍRIO NO SCARPELLI

Foto: Lance!

O sonho do Tricolor Jaraguaense parecia perto de uma despedida em pleno Estádio João Marcatto. Em 27 minutos, o Figueirense abriu dois gols de vantagem. Mas o rumo começou a mudar ainda no jogo de ida.

- Fizemos um primeiro tempo bem longe da nossa realidade. Só aos poucos é que melhoramos e, na etapa final, veio o que a gente precisava. O gol que diminuiu a vantagem deles para 2 a 1 e também a nossa postura mostraram que tínhamos condições de reagir e conseguir uma vitória lá no Orlando Scarpelli - disse o meia Geovane Itinga.

O técnico Jorginho trouxe outro ponto que culminou na goleada por 4 a 1 sobre o Figueira.

- Fomos para lá (para o Orlando Scarpelli) com a faca nos dentes, com a mesma força que tivemos no segundo tempo em casa. Mesmo sabendo da qualidade do Figueirense, que é um time forte, não deixamos a nossa chama apagar e jogamos com muita alegria, sem medo. Tivemos uma série de chances. Bola na trave, uma chance do Itinga no mano a mano... Dava para aumentar a goleada - disse.

Geovane Itinga detalhou a naturalidade com a qual o Moleque Travesso buscou sua vaga na semifinal.

- Sabíamos que tinha de ser passo a passo. Conseguimos o primeiro gol e o restante foi saindo aos poucos, todas em jogadas trabalhadas. Tivemos muita tranquilidade - afirmou.

Em seguida, o camisa 18 falou sobre ser vice-artilheiro do Juventus na competição. O meia marcou quatro gols, um a menos que o atacante Marllon.

- Fico feliz de ajudar. Espero continuar a contribuir, não só com gols, mas também com assistências - frisou.

SERENIDADE: A ARMA CONTRA O BRUSQUE

Foto: Lance!

Passada a celebração pela goleada sobre o Figueira, o Juventus agora controla a euforia para projetar outro duelo acirrado. A equipe medirá forças com o Brusque, que também carrega o posto de favorito.

- Precisamos ter sabedoria para encontrarmos a melhor forma de atacá-los sem nos tornarmos vulneráveis defensivamente - disse o técnico Jorginho.

Em meio à tensão pelo jogo de ida, o sonho de que o Moleque Travesso "apronte" mais uma vez é acalentado entre os jogadores.

- Respeitamos muito o Brusque, mas eles têm de saber que não vamos nos intimidar - declarou Geovane Itinga.

Às vésperas do jogo de ida (que ocorrerá neste domingo no João Marcatto, às 16h), o mandatário Paulo Marcelino recorda como o Moleque Travesso deu o ar da graça para a população de Jaraguá do Sul.

- Tínhamos o objetivo inicial de nos mantermos na elite. Depois, brigaríamos por uma vaga na Série D. Essa parte para nós é uma conquista e resultado da capacidade do conjunto todo - e, em seguida, o dirigente é taxativo:

- Acho que nem o torcedor mais fanático imaginaria que seria assim - completou.

De volta a uma semifinal do Estadual após 14 anos, o Tricolor Jaraguaense quer mostrar que tem maturidade para ganhar os holofotes no Campeonato Catarinense.

Veja também:

Willian no Arsenal, Rafinha fora do Fla e rodada do Brasileiro são os destaques da Coluna de Vídeo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade