0
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Tite diz que quase recusou convite para assumir a Seleção

Treinador falou sobre receio de não se classificar para a Copa e fez uma comparação com LeBron James para ressaltar o conjunto no elenco brasileiro

14 mai 2018
11h45
atualizado às 14h38
  • separator
  • comentários

Tite, técnico da Seleção Brasileira, concedeu entrevista ao portal 'The Players Tribune' falando um pouco sobre o início de sua trajetória a Seleção e revelou que cogitou recusar o convite para assumir a Amarelinha. O Brasil vinha de uma sofrida eliminação na Copa América, uma campanha irregular nas Eliminatórias, além de não ter se recuperado das cicatrizes deixadas pelo 7 a 1 em 2014.

Tite quase não aceitou o convite da CBF para assumir a Seleção (Foto: Tobias Schwarz / AFP)
Tite quase não aceitou o convite da CBF para assumir a Seleção (Foto: Tobias Schwarz / AFP)
Foto: Lance!

- Quando eles me ofereceram o posto de técnico da seleção brasileira, foi uma emoção indescritível. Mas então a nossa posição na tabela de classificação para a Copa do Mundo se impôs, e eu sabia que se nós perdêssemos o jogo contra o Equador haveria uma crise. Para ser sincero, eu viajei na máquina do tempo, e eu tinha lembranças do que aconteceu quando nós fracassamos para classificar na Libertadores, e eu pensei, 'Cara, imagina o que vai acontecer se o Brasil não se classificar para a Copa do Mundo. Qual vai ser teu legado?' - disse Tite.

No entanto, uma dia após o convite, com mais calma o gaúcho aceitou a proposta falando sobre sua infância com os pais, e sua relação com a Seleção Brasileira desde a Copa de 1970:

- Mas então eu tive um tempo para refletir, e eu pensei no meu pai e na minha mãe. Pensei na imagem da minha mãe na máquina de costura às 3h da manhã. Pensei no quanto eu costumava sentar à frente do rádio, ouvindo a Seleção Brasileira. Então, eu disse pra mim mesmo: "Ok, você lutou por isso. Agora você tem a chance de fazer teus sonhos se tornarem realidade" - completou o comandante.

Comparação com LeBron James, na NBA:

Para ressaltar a importância do coletivo no elenco brasileiro, Tite fez uma comparação com a equipe do Cleveland Cavaliers nas finais da NBA, quando o Cavs enfrentou o Golden State nas duas últimas temporadas. O treinador ressaltou a genialidade de LeBron James, mas deixou claro a importância dos outros atletas e do senso coletivo do astro.

- Uma das primeiras coisas que fizemos foi mostrar aos atletas um vídeo de uma partida de basquete, se você consegue acreditar nisso. Era das finais da NBA, quando o Cleveland enfrentou o Golden State Warriors. E esse jogo foi muito bonito para mim, porque o LeBron James passa a bola para o Kyrie Irving, e o Kyrie faz um arremesso forte e perde o lance. Mas o que faz o LeBron? Ele é a estrela principal. Ele poderia ser um daqueles batendo palmas, dizendo: "Por que você tentou esse arremesso? - dise Tite que complementou falando sobre o senso coletivo de LeBron:

- Em vez disso, LeBron estava super focado. Ele pegou o rebote e o que fez em seguida? LeBron tentou o arremesso ele mesmo? Não, ele passou a bola direto para o Kyrie, que acertou desta vez. Eu disse aos meus jogadores, "Esse é o tipo de atmosfera que nós precisamos aqui para sermos bem-sucedidos. Todos lutando um pelo outro, mesmo as estrelas" - finalizou o técnico da Seleção

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade