PUBLICIDADE

Técnico da Nigéria não quer piedade com Messi: 'Não viemos vê-lo jogar'

Gernot Rohr diz que sua equipe não pode se preocupar se esse é ou não o último Mundial de Lionel Messi e descarta jogar pelo empate

25 jun 2018 12h53
| atualizado às 14h14
ver comentários
Publicidade

Gernot Rohr, alemão que dirige a Nigéria, acredita que sua seleção tem boas chances de se classificar às oitavas de final. Para isso, será preciso frustrar mais uma vez o sonho de Lionel Messi, que está em sua quarta do mundo e ainda não conseguiu ser campeão.

Gernot Rohr, técnico da seleção nigeriana (Foto: OZAN KOSE / AFP)
Gernot Rohr, técnico da seleção nigeriana (Foto: OZAN KOSE / AFP)
Foto: Lance!

- Adoramos o Messi, eu adoro, o mundo todo adora. Mas para nós não importa se é a última Copa dele ou não. Não viemos aqui para vê-lo jogar, mas para defender as cores da Nigéria e classificar. No futebol não há piedade - declarou.
Vice-líder do Grupo D com três pontos, a Nigéria estará classificada se vencer a Argentina em São Petersburgo, no jogo que começa às 15h desta terça-feira. Já a seleção de Messi precisa vencer e torcer para a Croácia não perder para a Islândia. Se os islandeses vencerem, será preciso superá-los no saldo de gols (hoje, a vantagem é dos europeus: -2 contra -3).

- Sabemos que a Argentina chega muito pressionada e esperamos que isso jogue a nosso favor. O empate talvez nos sirva, mas não vamos jogar para empatar - emendou Rohr.

O meia Obi Mikel, capitão da Nigéria, deve jogar mesmo com uma fratura em um osso da mão.

Lance!
Publicidade
Publicidade