PUBLICIDADE

Por complicações da Covid-19, coordenador da CBF Branco é intubado em hospital

Aos 56 anos, ex-atleta estava internado no Rio de Janeiro. Segundo boletim médico, Branco está respirando por aparelhos após se contaminar com coronavírus

19 mar 2021
14h42 atualizado às 14h42
0comentários
14h42 atualizado às 14h42
Publicidade

O ex-Seleção Brasileira e coordenador da CBF Branco foi intubado, nesta sexta-feira, por complicações da Covid-19. Aos 56 anos, o ex-Fluminense, Internacional, Flamengo e Corinthians deu entrada em um hospital em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, na terça, com a doença. Segundo boletim médico, Branco está respirando com ajuda de aparelhos.

Branco atualmente é coordenador das categorias de base da Seleção (Lucas Figueiredo/CBF)
Branco atualmente é coordenador das categorias de base da Seleção (Lucas Figueiredo/CBF)
Foto: Lance!

O lateral campeão da Copa em 1994 está sedado e necessita de ajuda de aparelhos para respirar. De acordo com o hospital, Branco está com um quadro estável, porém, não tem ainda previsão de respirar por conta própria. Cerca de 290 mil pessoas já morreram no Brasil por conta do coronavírus.

Branco é atualmente coordenador de futebol na Confederação Brasileira de Futebol. Ele comanda as categoriais de base da Seleção. Por estar trabalhando, ele integrou a comissão que esteve com o Sub-18 no CT do Retrô Futebol Clube, em Recife, há um mês. Na viagem, ele e outras pessoas teriam sido contaminadas pelo vírus.

A CBF acompanha e monitora caso a caso, mas todos apresentam boa recuperação e estão isolados, mesmo aqueles que testaram negativo no retorno da viagem. Ao menos outros cinco integrantes da delegação que viajou para período de treinos e amistosos testaram positivo.

Leia na íntegra o boletim enviado pelo Hospital Copa Star:

- O paciente Claudio Ibraim Vaz Leal, 56 anos, também conhecido como Branco, foi internado no Hospital Copa Star em 16 de março com quadro grave de acometimento pulmonar por Covid 19. Recebeu toda assistência intensiva de suporte respiratório-fisioterápico e medicamentosa, evoluindo ontem com piora clínica, necessitando de ventilação mecânica por aparelhos. No momento, encontra-se em leito de terapia intensiva, sob monitorização contínua, sedado e respirando por aparelhos. O quadro está evoluindo de maneira estável nas últimas 24h e ainda não há previsão de quando vai poder respirar por meios próprios.

Lance!
Publicidade
Publicidade