PUBLICIDADE

Venezuela e Peru não saem do zero pelo grupo do Brasil

Pela primeira rodada do Grupo A da Copa América, Venezuela e Peru fizeram uma partida bastante movimentada, mas ficaram no empate

15 jun 2019
18h11 atualizado às 18h36
0comentários
18h11 atualizado às 18h36
Publicidade

Próximos adversários do Brasil pela Copa América, Venezuela e Peru ficaram no 0 a 0 neste sábado, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Mas, apesar do placar em branco, a partida, considerada um confronto direto pela segunda colocação do Grupo A, foi muito movimentada, com o Peru tendo dois gols anulados pelo VAR. Um ponto ficou de bom tamanho para ambas as equipes.

Paolo Guerrero durante duelo entre Peru e Venezuela pela Copa América 2019
Paolo Guerrero durante duelo entre Peru e Venezuela pela Copa América 2019
Foto: Henry Romero / Reuters

Na próxima terça-feira, a Venezuela encara o Brasil, às 21h30, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Um pouco mais cedo no mesmo dia, às 18h30, o Peru enfrenta a Bolívia, no Maracanã.

Jogo aberto

A partida em Porto Alegre começou animada. Logo aos seis minutos, após cruzamento de Cueva para a área da Venezuela, o goleiro Faríñez saiu mal do gol e Gonzáles aproveitou o rebote e finalizou para o gol. Mas, após consulta ao VAR, o árbitro Wilmar Rondan anulou o gol peruano por impedimento no começo do lance.

Equilíbrio foi a tônica do começo da partida. Enquanto a Venezuela ficava mais com a bola e tocava com calma tentando chegar na área adversária, o Peru acelerava o jogo quando tinha a bola. E, em um contra-ataque, quase que o Peru abriu o placar com Cueva. Ele recebeu de Farfán pela esquerda e finalizou perto do gol.

Pouco depois, foi a vez dos venezuelanos chegarem. Murillo cruzou para a área e o centroavante Rondón finalizou quase na linha da pequena área, mas Gallese defendeu a queima-roupa. O goleiro peruano voltou a aparecer com uma boa defesa aos 26 minutos, em cobrança de falta de Savarino.

Guerrero aparece

Até então quase sumido do jogo, o centroavante do Internacional teve sua primeira chances aos 36 minutos. E quase marcou. Ele recebeu um cruzamento longo, dominou com o peito já limpando o adversário e finalizou forte, de fora da área, mas a bola saiu por cima do gol. Cinco minutos depois, o ídolo peruano parou em uma boa defesa de Faríñez, após cobrança de falta.

Peru para no VAR, de novo

O começo do segundo tempo foi de poucas emoções na Arena do Grêmio. A única boa chance foi da Venezuela, em cobrança de falta de Rondón que passou perto do gol. Já o Peru só foi chegar aos 17 minutos. E chegou logo no gol, com Farfán, de cabeça. Porém, novamente após consulta ao VAR, o árbitro anulou o tento por impedimento de Flores, que fez o cruzamento para a área, no começo da jogada.

Faríñez salva

Com a expulsão do venezuelano Mago, aos 29, pelo segundo cartão amarelo, o Peru foi para a cima do adversário. E quase marcou logo um minutos depois. Farfán chutou cruzado e a bola chegou para Flores, que finalizou para o gol. Faríñez fez um grande defesa e salvou em cima da linha. No rebote, o camisa 1 fez outra incrível defesa em chute de Guerrero, mas o jogo já estava parado por impedimento. Aos 35, Flores arriscou de fora da área e o goleiro venezuelano espalmou para escanteio, impedindo os peruanos de marcar e deixando o 0 no placar final.

FICHA TÉCNICA

VENEZUELA 0 x 0 PERU

Estádio: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 15/06/2019, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Rondán (FIFA-COL) - Nota LANCE!: 6,5, acertou ao anular os dois gols do Peru e na expulsão de Mago.
Assistentes: Alexander Guzmán e Jhon A. León (COL)
Público/Renda: 11.107 pagantes/R$ 2.400.080,00
Cartão amarelo: Mago (VEN), Tapia e Carillo (PER)
Cartão vermelho: Mago, 29'/2ºT (VEN)

Gols:

VENEZUELA: Faríñez; Rosales, Chancellor, Villanueva e Mago; Moreno (Hernandéz, 35'/2ºT), Rincón e Herrera; Savarino (Machís, 22'/2ºT), Rondón e Murillo (Soteldo, 38'/2ºT). Técnico: Rafael Dudamel.

PERU: Gallese; Luís Advincula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia, Yotún (Polo, 21'/2ºT), Cueva (Flores, intervalo) e Gonzáles (Carillo, 42'/2ºT); Farfán e Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

Veja também:

Veja o novo ranking da Fifa de seleções:

 

Lance!
Publicidade
Publicidade