PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Palmeiras massacra o River Plate por 3 a 0 na Argentina

Com gols de Rony, Luiz Adriano e Viña, Palmeiras o River Plate por 3 a 0 e se aproximou da final da Libertadores.

5 jan 2021
23h27 atualizado às 23h34
0comentários
23h27 atualizado às 23h34
Publicidade

O Palmeiras saiu da Argentina com um pé na final da Libertadores. Isso porque o Verdão venceu o River Plate por 3 a 0, com gols de Rony Luiz Adriano e Viña, no jogo de ida da semifinal do torneio. Agora, as equipes fazem o duelo decisivo na próxima terça-feira (12), no Allianz Parque, às 21h30. Os brasileiros podem perder por até dois gols de diferença, que ainda garantem vaga na final.

O River teve mais volume no primeiro tempo, mas não aproveitou as oportunidades. O Alviverde contou com falha de Armani e expulsão de Carrascal para construir ótima vantagem no confronto.

 Palmeiras massacra o River Plate na Argentina e abre grande vantagem rumo à final da Libertadores
Palmeiras massacra o River Plate na Argentina e abre grande vantagem rumo à final da Libertadores
Foto: Juan Ignacio Roncoroni / Reuters

River começa com tudo

O Palmeiras começou marcando em cima, enquanto o River buscava jogadas em velocidade. Pela esquerda, aos 2 minutos, Nacho Fernández achou Borré. O colombiano venceu Empereur, mas acabou chutando por cima.

Pelo mesmo lado, minutos depois, os Millionarios tiveram ótima chance de abrir o placar. Marcos Rocha perdeu disputa de corpo e a bola ficou para Suárez. Ele aproveitou espaço cedido por Empereur e cruzou para Carrascal. O camisa 8 chutou à queima roupa, e Weverton fez excelente defesa.

Enquanto os mandantes exploravam os lados do campo e controlavam a posse de bola, os visitantes se arrumaram na defesa, mas não conseguiam conectar as jogadas de contra-ataque.

Aos 26, Montiel descolou ótimo cruzamento para Suárez. O camisa 7 mergulhou de carrinho, mas não conseguiu desviar para o gol.

O River criava mais, no entanto, foi o Palmeiras, em sua primeira chance na partida, que abriu o placar.

Rony, o Senhor Libertadores

Patrick de Paula lançou Gabriel Menino pela direita, que cruzou na área. Armani saiu estranho do gol e afastou com o pé. A bola sobrou fora da área para Rony. O camisa 11 ajeitou e bateu. A bola tocou em De La Cruz antes de entrar no gol.

Na sequência, o Verdão chegou a ampliar. Rony lançou Luiz Adriano. O camisa 10 cruzou rasteiro. Scarpa tirou de Armani com estilo e empurrou para as redes. Contudo, o bandeirinha levantou a bandeira, e o VAR confirmou impedimento de Luiz Adriano.

O Alviverde passou a jogar com mais confiança após o gol marcado. Aos 32, Rony ficou com a sobra na beirada da área e chutou de primeira, mas a bola saiu por cima do gol.

No final do primeiro tempo, os argentinos flertaram com o empate. Nacho Fernández cobrou falta da entrada da área e a bola bateu no travessão.

Verdão volta com tudo na segunda etapa

O Palmeiras voltou ligado após o intervalo. Em poucos segundos de bola rolando, Weverton deu lançamento Rony, que aproveitou a lentidão de Pinola, e disparou. Mas o camisa errou o domínio final e chutou fraco.

No lance seguinte, Luiz Adriano ampliou, Empereur desarmou na defesa e tocou para Danilo. O garoto passou para o camisa 10, que girou para cima de Rojas. O atacante saiu na cara de Armani e fez o segundo do Verdão na noite.

Mesmo com a desvantagem, o River quase fez o seu primeiro gol. Em bola alçada na área, De La Cruz desviou, e Carrascal cabeceou na segunda trave. A bola passou muito perto do gol de Weverton.

Palmeiras aproveita expulsão e faz o terceiro

O time da casa buscava o empate, mas não pressionava como no primeiro tempo. E se a missão era difícil, aos 16 do segundo tempo, ficou ainda pior.

Carrascal fez falta dura e ainda tentou chutar Gabriel Menino. O árbitro Leodán González mostrou o cartão vermelho para o atleta do time da casa.

Não demorou dois minutos para o Palmeiras, superior na partida, chegar ao terceiro gol. Scarpa cobrou falta pela direita. Viña subiu sozinho e ampliou para o Verdão na Argentina.

Com vantagem numérica e o placar favorável, o Verdão dominou o jogo e passou a controlar o ritmo da partida, dando poucos espaços para o River infiltrar.

Aos 39, Breno Lopes puxou contra-ataque e tocou para Menino na direita. O camisa 25 do Palmeiras bateu forte, cruzado, mas Armani fez uma grande defesa e espalmou para escanteio.

Nos minutos finais, os brasileiros diminuíram o ritmo, e os argentinos tentavam, mas saíram sem balançar as redes de Weverton.

FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE 0 X 3 PALMEIRAS

Data: 05 de Janeiro de 2021

Horário: 21h30 (de Brasília)

Local: Estádio Avellaneda, em Buenos Aires-ARG

Árbitro: Leodán González (URU)

Assistentes: Nicolás Tarán (URU) e Carlos Barrero (URU)

VAR: Julio Bascuñán (CHI)

GOLS - Palmeiras - Rony (26'/1ºT), Luiz Adriano (1'/2ºT) e Viña (16'/2ºT)

CARTÕES AMARELOS - River Plate - Ponzio (32'/2ºT), De La Cruz (49'/2ºT) Palmeiras - Gustavo Gómez (29'/1ºT), Patrick de Paula (42'/1ºT), Danilo (3'/2ºT)

CARTÃO VERMELHO - River Plate - Carrascal (14'/2ºT)

RIVER PLATE

Armani; Montiel, Rojas, Pinola e Casco (Girotti 28'/2ºT); Enzo Pérez (Díaz 41'/2ºT), De La Cruz e Nacho Fernández (Julián Álvarez 36'/2ºT); Carrascal, Suárez (Ponzio 28'/2ºT) e Borré. Técnico: Marcelo Gallardo.

PALMEIRAS

Weverton, Marcos Rocha, Alan Empereur, Gustavo Gómez e Viña; Danilo (Zé Rafael 21'/2ºT), Patrick de Paula (Emerson Santos 32'/2ºT) e Gabriel Menino; Gustavo Scarpa (Raphael Veiga 25'/2ºT), Rony (Breno Lopes 24'/2ºT) e Luiz Adriano (Willian 32'/2ºT). Técnico: Abel Ferreira

Lance!
Publicidade
Publicidade