0

Ortega vence 'Zumbi Coreano' e Bate-Estaca nocauteia na 'Ilha da Luta'

No co-main event, Jéssica Bate-Estaca, ex-campeã peso-palha, fez sua estreia no peso-mosca e conquistou um nocaute técnico sobre Katlyn Chookagian

17 out 2020
23h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A luta principal do UFC Fight Night 180, realizado na noite deste sábado (17), na "Ilha da Luta", em Abu Dhabi (EAU), valia para o vencedor a chande de disputar o título dos penas. Brian Ortega, que não lutava desde o fim de 2018, usou todo o tempo para aprimorar o seu jogo e teve uma performance impecável contra Chan Sung Jung, o "Zumbi Coreano", durante cinco rounds para vencer por decisão unânime. Já no co-main event, Jéssica Bate-Estaca, ex-campeã peso-palha, fez sua estreia no peso-mosca e conquistou um nocaute técnico sobre Katlyn Chookagian.

Após atuação dominante, Ortega se coloca como próximo desafiante no peso-pena (Foto: Reprodução/Combate)
Após atuação dominante, Ortega se coloca como próximo desafiante no peso-pena (Foto: Reprodução/Combate)
Foto: Lance!

Além de Jéssica, o Brasil contou ainda com mais três representantes. Porém, Cláudio Hannibal, Thominhas Almeida e Poliana Botelho foram derrotados.

Brian Ortega tem atuação dominante

O primeiro round foi marcado pelo estudo, mas já na reta final, Brian Ortega conectou bons golpes, como um cruzado após bloquear chute de Chan Sung Jung, que ficou sentindo e foi pressionado pelo adversário. Apesar da temperatura morna do combate, o "Zumbi Coreano" estava mais agressivo no segundo round e conseguiu conectar golpes efetivos. Contudo, já nos instantes finais, assim como no assalto anterior, "T-City" acertou uma cotovelada giratória de encontro, levou o asiático ao knockdown e voltou a pressionar.

A luta seguiu cadenciada no terceiro round, mas o "Zumbi Coreano", agora, estava mais cauteloso. Ortega seguiu dominando. No quarto assalto, o que chamou atenção foi uma cabeçada involuntária do americano que abriu um corte no rosto de Chan Sung Jung, mas o peso-pena seguiu na luta.

Precisando de um nocaute ou finalização para conquistar a vitória, o "Zumbi Coreano" foi para o tudo ou nada, mas Ortega, com inteligência, foi ditando o ritmo e esfriando o combate para garantir o triunfo por decisão unânime. O norte-americano volta a vencer e se credencia como desafiante de Alexander Volkanovski, que é o campeão dos penas. Já o coreano perde a sequência positiva que vinha construindo.

Bate-Estaca nocauteia Chookagian

Para fugir da maior envergadura de Katlyn Chookagian, Jéssica Bate-Estaca rapidamente encontrou a distância ideal para trabalhar o seu jogo. A ex-campeã peso-palha conseguiu duas quedas e alguns chutes. Já no fim do assalto, a brasileira aumentou o ritmo, aplicou uma joelhada voadora e, na sequência, golpes no corpo da americana que atingiram a região dos rins. Sem reação da ex-desafiante, o árbitro Lukasz Bosacki interrompeu e decretou a vitória da paranaense por nocaute técnico, que se recupera após dois reveses e começa a trajetória no peso-mosca com triunfo. Já "Blonde Fighter" tem duas derrotas em três lutas.

Crute nocauteia e é destaque no card

Em combate válido pelo meio-pesado, Jimmy Crute desviou de um direto de Modestas Bukauskas e acertou um forte golpe de direita que fez o oponente sentir. O australiano foi para cima, conferiu mais alguns socos até o árbitro Anders Ohlsson interromper a luta ainda no primeiro round - ação que gerou reclamação por parte do lituano, afirmando que ainda tinha condições de seguir no embate. Essa é a quarta vitória de "The Brute" em cinco aparições pelo Ultimate. Já o europeu conhece o primeiro revés na franquia.

Hannibal perde invencibilidade

Cláudio Hannibal adotou uma postura de andar para frente, colocar cruzados e tentar aproximação em busca de trabalhar o grappling. Na chance que teve, o brasileiro grudou em James Krause, mas não avançou. O americano respondeu os ataques e mostrou precisão para aproveitar as brechas. O panorama dos dois últimos assaltos seguiu o mesmo, embora o combate tenha ficado franco em alguns momentos. No fim, por unanimidade, o americano levou a vitória e se recupera nos meio-médios do UFC, enquanto Hannibal perde a invencibilidade na organização e também uma série que durava quase 13 anos.

Thominhas retorna com derrota

No primeiro round, Thominhas Almeida optou por circular no cage e colocar golpes sem tanta intensidade. Mais fixo no centro do octógono, Jonathan Martinez encontrou a distância e foi mais preciso em seus ataques. No segundo assalto, o panorama seguiu o mesmo. O paulista encaixou um direto - como resposta a uma joelhada de Martinez - e o oponente sofreu um flashdown. "Dragon" seguiu contra-atacando.

Apesar da falta de ritmo após ficar dois anos e meio sem lutar, Thominhas mostrou garra e tentou ir com mais intensidade para o ataque no último round. Ele até colocou bons golpes, mas Martinez soube administrar e garantir a vitória por decisão unânime. É o segundo triunfo seguido do peso-pena. Já o paulista, que estreou na categoria até 66kg, conhece a quarta derrota em cinco lutas na organização.

Robertson domina e vence Poliana

Gillian Robertson deixou claro que a estratégia era a luta agarrada, mas a primeira queda aconteceu apenas no minuto final do round inicial e não teve efetividade. Poliana Botelho defendeu bem a primeira tentativa de queda, manteve o duelo em pé e controlou a distância. No começo do segundo assalto, a brasileira foi para cima aplicando low kicks, no entanto, a norte-americana mapeou o jogo, segurou a perna da mineira e levou o duelo para o chão. A atleta da Nova União tentou travar o combate, porém "The Savage" foi progredindo na posição e castigou no ground and pound.

Para o último round, o cenário do assalto anterior se repetiu e Robertson foi dominante trabalhando no chão e aplicando socos e cotoveladas, enquanto a brasileira resistia e apresentava um desgaste visível. A canadense engata a segunda vitória no peso-mosca e Poliana volta a ser derrotada na companhia.

Destaques do card preliminar

Fechando o card preliminar com duelo de estreantes, Guram Kutateladze derrotou Mateusz Gamrot por decisão dividida dos jurados, mas em entrevista, ainda no octógono, o peso-leve foi sincero e disse que a vitória era para ter sido dada ao seu oponente. Com um domínio impressionante e cerca de 300 golpes aplicados, o peso-médio Jun Yong Park derrotou John Phillips por decisão unânime. O sul-coreano chega a segunda vitória seguida na organização e o galês conhece mais uma derrota. Quem também venceu por unanimidade foi o francês Fares Ziam. O peso-leve superou Jamie Mullarkey em um embate equilibrado e conheceu o primeiro triunfo no UFC. O australiano segue sem saber o que é vencer na companhia.

No embate entre russos no meio-pesado, Max Grishin encurralou Gadzhimurad Antigulov na grade, aplicou uma série de golpes e o árbitro decidiu paralisar o combate. "Maximus" se recupera após revés, enquanto o compatriota registra o quarto resultado negativo e fica ameaçado de demissão. Na abertura do card preliminar, pelo peso-galo, Said Nurmagomedov aplicou um cruzado em Mark Striegl e conferiu mais alguns golpes no chão até o árbitro Lukasz Bosacki encerrar o combate ainda no primeiro round. Após perder para Raoni Barcelos, o russo volta a vencer na franquia, enquanto "Mugen" estreia com derrota.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Night 180

Ilha da Luta, em Abu Dhabi (EAU)

Sábado, 17 de outubro de 2020

Card principal

Brian Ortega derrotou Chan Sung Jung por decisão unânime dos jurados

Jessica Bate-Estaca derrotou Katlyn Chookagian por nocaute técnico no 1R

Jimmy Crute derrotou Modestas Bukauskas por nocaute técnico no 1R

James Krause derrotou Claudio Hannibal por decisão unânime dos jurados

Jonathan Martinez derrotou Thominhas Almeida por decisão unânime dos jurados

Card preliminar

Guram Kutateladze derrotou Mateusz Gamrot por decisão dividida dos jurados

Gillian Robertson derrotou Poliana Botelho por decisão unânime dos jurados

Jun Yong Park derrotou John Phillips por decisão unânime dos jurados

Fares Ziam derrotou Jamie Mullarkey por decisão unânime dos jurados

Max Grishin derrotou Gadzhimurad Antigulov por nocaute técnico no 2R

Said Nurmagomedov derrotou Mark Striegl por nocaute técnico no 1R

Veja também:

Editor do L! analisa grave crise dentro e fora de campo do Botafogo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade