PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

O que o Flamengo pode esperar da LDU, invicta na temporada e no retrovisor do clube na Libertadores

Fla subirá mais de 2.700 metros para ir ao 'Casa Blanca' e tentará alijar o histórico negativo no único jogo em que fez no estádio contra a Liga de Quito, quando perdeu em 2019

4 mai 2021
07h58 atualizado às 07h58
0comentários
07h58 atualizado às 07h58
Publicidade
LDU vem de vitória contra o Vélez: 3 a 1, em casa (Foto: Divulgação/Conmebol Libertadores)
LDU vem de vitória contra o Vélez: 3 a 1, em casa (Foto: Divulgação/Conmebol Libertadores)
Foto: Lance!

O Flamengo não terá só a altitude de 2.734 metros como fator intimidador para o jogo desta terça-feira, diante da LDU, a partir das 21h30, e válido pela terceira rodada do Grupo G da Libertadores. Para defender a sua liderança isolada, o Rubro-Negro terá que encarar uma equipe embalada pela invencibilidade na temporada: em 12 partidas, venceu cinco e empatou sete vezes.

Caso o placar seja o mais frequente para a Liga de Quito na temporada, um empate, o Flamengo se mantém na liderança. Já se os comandados de Rogério Ceni forem derrotados, os de Pablo Repetto assumirão o topo do grupo, já que a LDU está com quatro pontos, dois a menos em relação aos brasileiros.

Aliás, Repetto, desde 2017 na LDU, sublinhou o favoritismo do Fla ao projetar o próximo compromisso do único clube equatoriano campeão da Libertadores:

- Como uma equipe grande que somos, estamos prontos para pelear com um dos grandes candidatos a conquistar a Copa (Libertadores) nesta terça-feira.

A LDU vem de vitória na Libertadores. Na última rodada, contra o Vélez Sarsfield, cujo triunfo por 3 a 1 ocorreu após dois gols no segundo tempo, Pablo Repetto alterou o time do 4-5-1 para o 3-5-2 depois do intervalo e viu o desempenho melhorar consideravelmente.

Para enfrentar o Flamengo, o técnico uruguaio não quis revelar se repetirá uma linha defensiva com cinco jogadores. A possibilidade, com prioridade para a saída veloz em contragolpes, é considerável.

RETROSPECTO E DESTAQUES

O palco do duelo desta terça será o Estádio Rodrigo Paz Delgado, conhecido como "Casa Blanca", em Quito. Será apenas a segunda peleja entre as equipes no local, que não reserva boas lembranças para o Fla, derrotado para a LDU em abril de 2019, pela fase de grupos do torneio, por 2 a 1 - na ocasião, Bruno Henrique marcou para o time então comandado por Abel Braga.

Vai desempatar? Pela fase de grupos da Liberta de 2019, Fla perdeu fora, mas venceu a LDU em casa (Foto: Alexandre Vidal/CRF)
Vai desempatar? Pela fase de grupos da Liberta de 2019, Fla perdeu fora, mas venceu a LDU em casa (Foto: Alexandre Vidal/CRF)
Foto: Lance!

Entre os destaques da Liga estão o volante Jordy Alcivar (que chegou a ser especulado no Internacional), o passador meia-atacante Billy Arce e o atacante Cristian Borja, ex-Flamengo e autor do gol da LDU na derrota por 3 a 1 diante do próprio Rubro-Negro, em 2019, no Maracanã - na história, as equipes só se enfrentaram nas duas vezes citadas acima, ambas há duas temporadas.

Em tempo: por falar em retrospecto, o mais recente do Fla em altitude não é nada animador: goleada sofrida para o Independente Del Valle, por 5 a 0, em 2020, quando Domènec Torrent ainda comandava a equipe. Alerta ligado para não sucumbir novamente às consequências traiçoeiras perto das nuvens.

MAIS SOBRE A LDU

- Estádio: Casa Blanca, em Quito (cerca de 2700 metros de altitude).

- Participações em Libertadores: 20.

- Melhor campanha: campeão (2008).

- Como se classificou: 2º no Campeonato Equatoriano 2020 (hoje está em 4º).

- Números de 2021: 12 jogos (5 vitórias e 7 empates) / 21 gols marcados; 14 gols sofridos.

Lance!
Publicidade
Publicidade