PUBLICIDADE

Ngannou nocauteia Miocic e 'rouba' título dos pesados do UFC

Com uma atuação de gala, Francis NGannou aplica nocaute brutal em Stipe Miocic e conquista cinturão peso-pesado na luta principal do UFC 260; entre os brasileiros em ação, Vicente Luque finaliza o ex-campeão Tyron Woodley, enquanto Thomas Almeida é nocauteado por Sean O'Malley

28 mar 2021 01h51
| atualizado às 09h13
ver comentários
Publicidade

A categoria peso-pesado do Ultimate conheceu neste sábado (27) um novo campeão. Na luta principal do UFC 260, realizado em Las Vegas (EUA), Francis Ngannou deu um verdadeiro show e, sem dar chances ao então detentor do título, Stipe Miocic, saiu vencedor por nocaute no segundo round e agora é o rei da divisão até 120kg. Além disso, o camaronês se tornou o primeiro lutador africano campeão dos pesados na história da organização.

Foto: Jeff Bottari/USA TODAY Sports / Reuters

No co-main event da edição, quem também brilhou foi Vicente Luque. Em combate diante do ex-campeão Tyron Woodley, o brasileiro venceu ainda no primeiro assalto, após mostrar muita técnica no Jiu-Jitsu e finalizar o adversário com um triângulo de mão. Thominhas Almeida foi outro atleta a representar o Brasil no card, no entanto, o paulista, apesar de se mostrar resistente, acabou sendo nocauteado pelo americano Sean O'Malley no terceiro round.

Foto: Jeff Bottari/USA TODAY Sports / Reuters

Ngannou nocauteia Miocic e conquista título dos pesados

Desafiante ao título, Francis Ngannou foi mais agressivo no começo da luta, com dois bons golpes em sequência sobre Stipe Miocic. O campeão logo na sequência tentou a queda, mas viu o camaronês defender e inverter a posição, aplicando mais uma sequência de golpes potentes no ground and pound, o que sacrametou a superioridade de Ngannou no primeiro round.

Foto: Jeff Bottari/USA TODAY Sports / Reuters

No segundo round, Francis voltou ainda mais ofensivo. Um cruzado de esquerda pegou em cheio no queixo de Miocic, que caiu em knockdown. O camaronês viu o adversário levantar e, então, aplicou mais um fortíssimo golpe de esquerda, esse fatal, fazendo Stipe Miocic já cair apagado, o que fez o árbitro Herb Dean intervir imediatamente.

Agora detentor do cinturão dos pesados, o camaronês emplacou seu quinto triunfo seguido na organização, enquanto o americano, que possui o recorde em defesas de título na divisão, perde após duas vitórias em sequência sobre Daniel Cormier.

Foto: Jeff Bottari/USA TODAY Sports / Reuters

Luque finaliza Woodley e vence a 3ª seguida

Logo nos primeiros segundos, Tyron Woodley buscou o clinch, na tentativa de derrubar Vicente Luque, que mostrou boa defesa e pressionou o americano contra a grade. Após alguns momentos de luta agarrada, o ex-campeão partiu para cima e conectou dois bons golpes de direita e Vicente sentiu, mas não recuou e devolveu com um overhand de direita, que desencadeou em mais uma forte sequência de socos, que levaram Woodley ao chão.

Luque, então, teve paciência e, vendo o adversário praticamente entregue, envolveu o pescoço do americano e encaixou um belo triângulo de mão, forçando os três tapinhas de Tyron. Com isso, o brasiliense engatou sua terceira vitória seguida, enquanto Woodley sofreu o quarto revés em sequência.

Thominhas Almeida amarga a 4ª derrota seguida

Com maior envergadura, Sean O'Malley iniciou a luta com um bom voluma de golpes, enquanto Thominhas Almeida respondeu com um bom cruzado de esquerda. Na sequência, o brasileiro recebeu um duro chute alto e foi a knockdown, mas se recuperou. Até o fim do primeiro round, o americano ainda acertou mais dois bons chutes e voltou a balançar o paulista.

O segundo round teve um começo mais equilibrado, com ambos apostando mais nos chutes. Dominando o centro do cage e mais uma vez com mais golpes conectados em relação a Thominhas, O'Malley foi ligeiramente superior na parcial.

Ciente de que foi melhor nos rounds anteriores, Sean O'Malley teve uma atuação mais cadenciada no terceiro e último round, enquanto Thominhas Almeida tentou dar um 'último gás', mas voltou a ser golpeado pelo americano e foi ao solo, recebendo ainda um forte soco no 'ground and pound', forçando a interrupção do árbitro central. Com isso, Sean recupera-se da derrota sofrida para Marlon Vera e volta a vencer no Ultimate, enquanto o brasileiro amargou sua quarta derrota consecutiva.

Destaques do card preliminar

O card preliminar, assim como o card principal, contou com cinco combates ao todo. Um dos grandes destaques foi o meio-pesado Alonzo Menifield, que ainda no primeiro round, aplicou um raro Von Flue Choke e forçou os três tapinhas de Fabio Cherant. Quem também teve bom desempenho foi Marc-André Barriault, que em luta agitada contra Abu Azaitar, saiu vencedor por nocaute técnico nos últimos segundos do terceiro assalto.

Resultados completos:

UFC 260

UFC Apex, em Las Vegas (EUA)

Sábado, 27 de março de 2021

Card principal

Francis Ngannou derrotou Stipe Miocic por nocaute no 2R

Vicente Luque finalizou Tyron Woodley com um triângulo de mão no 1R

Sean O'Malley derrotou Thominhas Almeida por nocaute técnico no 3R

Miranda Maverick derrotou Gillian Robertson por decisão unânime dos jurados

Jamie Mullarkey derrotou Khama Worthy por nocaute no 1R

Card preliminar

Alonzo Menifield finalizou Fabio Cherant com um Von Flue Choke no 1R

Abubakar Nurmagomedov derrotou Jared Gooden por decisão unânime dos jurados

Michal Oleksiejczuk derrotou Modestas Bukauskas por decisão dividida dos jurados

Omar Morales derrotou Shane Young por decisão unânime dos jurados

Marc-André Barriault derrotou Abu Azaitar por nocaute técnico no 3R

Lance!
Publicidade
Publicidade