0
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Hora da vitória: São Paulo costuma se dar bem jogando domingo de manhã

Desde o Campeonato Brasileiro de 2015, o clube acumula quase 100% de aproveitamento nas partidas marcadas para o mesmo horário do confronto contra o Cruzeiro, no Morumbi

12 ago 2017
19h09
  • separator
  • comentários

Jogar às 11h mexe com a rotina de um time de futebol, que precisa acordar mais cedo e mudar a alimentação. Mas essas alterações, costumeiramente, fazem bem ao São Paulo, que, na manhã deste domingo, recebe o Cruzeiro, no Morumbi, em sua luta para sair da zona de rebaixamento do Brasileiro.

O torneio nacional passou a adotar jogos às 11h da manhã de domingo em 2015 e, desde então, o Tricolor atuou quatro vezes neste período, acumulando três vitórias e um empate. Dessas partidas, três foram no Morumbi, sempre com bom público - como deve ocorrer neste domingo, já que todos os ingressos foram esgotados.

O primeiro jogo do time neste horário foi em 12 de julho de 2015. O estádio tricolor teve 59.482 pagantes (número que supera os recordes da edição deste ano), que viram dois gols de Alexandre Pato na vitória por 3 a 1 sobre o Coritiba. Centurión, hoje no Genoa, completou o placar para o time, então, comandado pelo colombiano Juan Carlos Osorio. Marcos Aurélio descontou para os paranaenses.

O São Paulo só voltou a atuar em uma manhã de domingo, pelo Brasileiro, na estreia da competição do ano passado, em 15 de maio. Preocupado com a disputa da Libertadores, o técnico argentino Edgardo Bauza escalou um time cheio de reservas e viu o meia Lucas Fernandes, que atualmente se recupera de lesão muscular, fazer, de falta, o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo. O jogo foi no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), e teve 12.295 pagantes.

Ainda no ano passado, frustração na dimensão de um grande público no Morumbi. O estádio recebeu 54.996 pessoas em 31 de julho para ver a Chapecoense abrir 2 a 0 com 11 minutos de jogo e o São Paulo, ainda comandado por Bauza, alcançar o empate por 2 a 2 com dois gols de Cueva, sendo o último em cobrança de pênalti aos 40 minutos do segundo tempo.

Em 11 de setembro de 2016, o último jogo do clube às 11h de domingo em Brasileiros. Com seu pior público em partidas em casa neste horário (27.365 pagantes), o Tricolor de Ricardo Gomes bateu o Figueirense com facilidade, por 3 a 1. Chavez, Cueva e Kelvin fizeram 3 a 0 e a equipe catarinense descontou só no fim, com Carlos Alberto cobrando pênalti.

Para a partida deste domingo, contra o Cruzeiro, a expectativa é que o público supere os 53.635 pagantes da derrota por 2 a 1 para o Coritiba, no último dia 3, recorde do Brasileiro. E, em pleno Dia dos Pais, Dorival Júnior deseja os três pontos como presente, para seguir firme na briga de deixar a zona de rebaixamento.

- Quero uma vitória simples, que passe confiança aos jogadores, que mostre que tudo que estão fazendo vem tendo uma base construída por eles, apresentando solidez. Sinto que estamos próximos disso e esperamos que aconteça o mais rápido possível. Seria um grande presente para os pais e os são-paulinos: um grande jogo, com o volume que temos feito e grande resultado. É tudo que queremos.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade