0

Diniz: Difícil que Igor Gomes fique muito tempo no São Paulo

Meia de 21 anos está na mira do Real Madrid e é o jogador com mais chances de ser vendido após o atacante Antony

2 abr 2020
07h41
atualizado às 09h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Fernando Diniz, técnico do São Paulo, admitiu que Igor Gomes dificilmente ficará no clube por muito tempo. O meia de 21 anos tem contrato até março de 2023 e multa rescisória de 50 milhões de euros (R$ 287 milhões), mas é o maior candidato a receber propostas na janela do meio do ano.

Igor Gomes tem 44 jogos e cinco gols pelo São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Igor Gomes tem 44 jogos e cinco gols pelo São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Foto: LANCE!

"Eu acho que é difícil permanecer (por muito tempo) por conta da idade e da qualidade. O São Paulo não escapa disso, quase nenhum clube brasileiro escapa: os clubes precisam vender para honrar compromissos financeiros. Em determinado momento, o clube se vê quase que na obrigação de vender. Eu não sou a pessoa mais indicada para falar dos detalhes de como o futebol do Brasil é gerido, mas a gente é fornecedor de matéria-prima e ele é uma grande matéria-prima ", avaliou Diniz, em entrevista à Rádio Transamérica.

A venda de Antony para o Ajax (HOL) não será suficiente para garantir o ano do São Paulo em termos financeiros. A diretoria não esconde que precisará negociar outro jogador no meio da temporada, ainda mais com os prejuízos que serão causados pela crise do coronavírus. Se esse jogador for um titular, como Igor Gomes, a ideia é tentar segurá-lo no Brasil pelo menos até o fim de 2020.

Na semana passada, a imprensa espanhola noticiou que o Real Madrid é um dos interessados no "novo Kaká". Ajax, Barcelona e Sevilla também foram citados como clubes que o observam. No que depender de Fernando Diniz, as impressões sobre o jovem serão as melhores.

"Ele está em curva exponencial de crescimento, joga cada vez melhor, é identificado com o clube, com a maneira como o time joga, a maneira dele se relacionar com a vida se aproxima muito do que penso, por isso foi instantâneo o crescimento dele depois que cheguei. Se você me perguntar o que eu quero, é que ele permaneça o maior tempo possível, porque é um jogador de qualidades muito raras no futebol brasileiro, quiçá mundial, e é um jogador muito importante para a gente", declarou o técnico.

Veja também:

Dérbi paulista e Gre-Nal prometem esquentar a quarta-feira de decisões nos estaduais
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade