1 evento ao vivo

Da euforia à depressão: a história da Arábia Saudita em Copas do Mundo

País asiático participou pela primeira vez em 94, com gol antológico e ida às oitavas; nas três edições seguintes, vexames com demissão de técnico e goleada histórica

13 jun 2018
19h55
  • separator
  • 0
  • comentários

Na quinta-feira, a Arábia Saudita enfrentará a anfitriã Rússia no jogo de abertura da Copa do Mundo (12h, em Moscou, com transmissão em tempo real pelo LANCE!). O país árabe dará início à sua quinta participação em Mundiais, a primeira desde 2006. A história da seleção na competição teve um início auspicioso e depois sofreu seguidos baques.

Em 94, na sua estreia em Copas, os sauditas foram uma das surpresas nos Estados Unidos ao alcançarem as oitavas de final. Após perderem da Holanda, derrotaram Marrocos e Bélgica e terminaram em segundo lugar de seu grupo. O detalhe é que na partida contra os belgas, o gol da vitória por 1 a 0 foi um dos mais bonitos da história dos Mundiais (veja em vídeo no fim do texto). A queda para a Suécia na fase eliminatória não ofuscou a bela campanha.

Em 2002, Arábia Saudita levou 8 a 0 da Alemanha (Foto: GABRIEL BOUYS / AFP)
Em 2002, Arábia Saudita levou 8 a 0 da Alemanha (Foto: GABRIEL BOUYS / AFP)
Foto: Lance!

Nas três edições seguintes, os asiáticos estiveram presentes, mas com desempenho e fatos nada honrosos. Em 1998, chegaram na França com o impacto de serem dirigidos por Carlos Alberto Parreira, campeão com a Seleção Brasileira quatro anos antes. O técnico acabou passando pelo constrangimento de ser demitido ainda restando uma partida. Faisal Bin Fahd, filho do rei e que presidia a federação local, ficou furioso com as derrotas para Dinamarca (1 a 0) e França (4 a 0) e colocar Mohamed Al-Kharashy na direção do time contra a África do Sul - empate por 2 a 2.

Em 2002, jogando no próprio continente (Coreia do Sul e Japão), a campanha foi ainda pior: três derrotas e 12 gols sofridos (média de quatro por jogo). A estreia foi um desastre, sofrendo 8 a 0 diante dos alemães, com três gols do então jovem Klose, que em 2014 se tornaria o maior artilheiro da história dos Mundiais. No Mundial da Alemanha, em 2006, ao menos os sauditas fizeram um ponto, graças a empate por 2 a 2 com a Tunísia. Derrotas para Espanha (4 a 0) e Ucrânia (1 a 0) decretaram nova eliminação precoce.

A Arábia chega ao Mundial por ter sido segunda colocada em seu grupo nas eliminatórias asiáticas, atrás do Japão. Foram seis vitórias, um empate e três derrotas. Está no Grupo A ao lado de Rússia, Egito e Uruguai.

Copa Tática: Arábia com mudanças, iniciativas e grande interrogação

TODOS OS JOGOS SAUDITAS EM COPAS

Arábia Saudita 1 x 2 Holanda - 1994
Arábia Saudita 2 x 1 Marrocos - 1994
Arábia Saudita 1 x 0 Bélgica - 1994
Arábia Saudita 1 x 3 Suécia - 1994
Arábia Saudita 0 x 1 Dinamarca - 1998
Arábia Saudita 0 x 4 França - 1998
Arábia Saudita 2 x 2 África do Sul - 1998
Arábia Saudita 0 x 8 Alemanha - 2002
Arábia Saudita 0 x 1 Camarões - 2002
Arábia Saudita 0 x 3 Irlanda - 2002
Arábia Saudita 2 x 2 Tunísia - 2006
Arábia Saudita 0 x 4 Ucrânia - 2006
Arábia Saudita 0 x 1 Espanha - 2006

LEIA: Briga com príncipes, 'nova China' e pouco público: o que Carille vai encontrar na Arábia Saudita?

AGENDA DA ARÁBIA NA COPA

14/6, às 12h - Rússia x Arábia Saudita
20/6, às 12h - Uruguai x Arábia Saudita
25/6, às 11h - Arábia Saudita x Egito

CLIQUE AQUI E CONFIRA A TABELA COMPLETA DO MUNDIAL

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade