0

Conceição lamenta empate, mas valoriza intensidade do Botafogo

Novo comandante do Glorioso destacou que o time teve pernas para arrancar um 2 a 2 mesmo com apenas 12 dias de pré-temporada

17 jan 2018
00h44
atualizado às 11h35
  • separator
  • comentários

Não foi a estreia que o treinador Felipe Conceição imaginou. Tampouco a que a torcida planejou. Apesar disso, o novo comandante do Botafogo valorizou o ponto conquistado pelo Glorioso na primeira rodada da Taça Guanabara, o 2 a 2 contra a Portuguesa, no Nilton Santos.

Felipe Conceição valorizou o empate em 2 a 2 (Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)
Felipe Conceição valorizou o empate em 2 a 2 (Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)
Foto: Lance!

- Não foi o resultado que eu esperava, mas a gente teve 12 dias de trabalho e conseguimos ter forças para buscar o empate e correr os 90 minutos. Fomos incisivos o jogo todo. A estreia foi além do que eu esperava - comentou Felipe.
Ele ainda revelou o porquê de ter sacado o capitão Carli no intervalo do jogo. Em seu lugar, entrou o jovem Marcelo. O argentino deixou o time, no intervalo, com um incômodo na coxa direita. Ainda de acordo com Conceição, a comissão técnica preferiu não forçar a musculatura do atleta de 31 anos.

Mas essa foi apenas uma das mudanças do time. Conceição, ao longo do segundo tempo, promoveu as entradas de Lucas Campos, Rodrigo Lindoso, Ezequiel e Marcos Vinicius, que fez o gol do empate. O novo regulamento, de acordo com o comandante, foi uma decisão acertada da Ferj.

- Não vejo nada de negativo nessa nova regra. Agora, a gente pode ter jogos com intensidade quarta e domingo. Não só o Botafogo, mas como todos os times do Brasil - finalizou.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade