2 eventos ao vivo

Com VAR polêmico, Inglaterra vence Camarões e vai às quartas

Árbitro de vídeo foi decisivo e, apesar das marcações corretas, revoltou as camaronesas; inglesas pegam Noruega agora

23 jun 2019
14h38
atualizado às 15h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Com atuação determinante do VAR, a Inglaterra venceu Camarões, por 3 a 0 e se classificou para as quartas de final da Copa do Mundo feminina. Agora, a seleção inglesa enfrenta a Noruega na próxima quinta-feira, às 16h (de Brasília), no Stade Océane, Le Havre.

Inglaterra garantiu a classificação (Foto: Reprodução)
Inglaterra garantiu a classificação (Foto: Reprodução)
Foto: LANCE!

O primeiro gol foi marcado por Houghton, em tiro livre indireto. Na sequência, White fez o segundo, que contou com confirmação do árbitro de vídeo. As camaronesas não concordaram com a marcação e retardaram o início do jogo. Já no segundo tempo, Nchoute teve gol anulado pelo VAR e a seleção se revoltou de vez, apesar da marcação ter sido correta. Greenwood deu números finais a partida e sacramentou a classificação inglesa.

A PARTIDA

A Inglaterra demonstrava superioridade técnica, mas não objetividade para transformar a posse de bola em gols. As inglesas tinham boa antecipação e movimentação, principalmente vertical, para quebrar as linhas defensivas de Camarões. As camaronesas mostravam dificuldades de impor seu estilo de jogo, pautado na velocidade e pressão na marcação adiantada.

GOLS E POLÊMICAS

Com o domínio, a Inglaterra não demorou a marcar. Primeiro, com Houghton, em cobrança de tiro livre indireto, após a marcação de recuo, bastante contestado pelas camaronesas. No fim da partida, White recebeu belo passe de Bronze e fez o segundo. A juíza anulou, mas o VAR corrigiu. A seleção camaronesa ficou indignada com a marcação e retardou o reinício da partida em dois minutos.

REVOLTA

Camarões marcou logo de cara, no início do segundo tempo, só que o VAR apontou o impedimento. A marcação, apesar de correta, revoltou as camaronesas. Nchout, que fez o gol, seu terceiro consecutivo na Copa, chorou, enquanto as companheiras gritavam com a arbitragem. A Inglaterra, que não tinha nada a ver com isso, ampliou minutos depois, com Greenwood, após jogada ensaiada de escanteio.

CLASSIFICAÇÃO GARANTIDA

A Inglaterra seguiu trabalhando bem a bola, enquanto as camaronesas não demonstravam tranquilidade para superar os baques sofridos na partida. A juíza ainda conferiu o VAR mais duas vezes antes do fim do jogo. Primeiro, uma possível penalidade para a Inglaterra. Depois, a possibilidade de expulsão de Tokounda. Nem o pênalti, nem o cartão, porém, foram concretizados. As inglesas souberam controlar o jogo e garantir, por fim, a vitória.

Veja também:

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade