0

Ceará esbanja eficiência e goleia Sampaio Correa na Arena Castelão

Placar construído entre o final do primeiro tempo e o início do segundo deu liderança no saldo de gols ao Vozão no Grupo B

17 jan 2019
22h56
  • separator
  • comentários

O Ceará não precisou fazer uma apresentação de gala para, estreando no Nordestão contra o Sampaio Corrêa na Arena Castelão, golear por 5 a 0 e ficar isolado nos critérios de desempate na liderança do Grupo B. Felipe Silva, Vitor Feijão, Ricardinho e Ricardo Bueno marcaram os tentos da equipe cearense comandada pelo técnico Lisca.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

VOZÃO CHEGA!

Logo nos primeiros minutos de jogo, a equipe do Ceará foi mostrando sua superioridade técnica quando o atacante Vitor Feijão ia ficando frente a frente com a meta do Sampaio Corrêa, mas o arqueiro Rodrigo Santos saiu para dividir de maneira providencial.

APERTOU E O GOL SAIU

Apesar de não conseguir finalizar de maneira que o goleiro Rodrigo Santos trabalhasse com mais afinco, o Vozão sempre rondava a área maranhense tentando encontrar o espaço. E ele veio aos 42 minutos quando o meia Felipe Silva se livrou bem da marcação do lateral-esquerdo Rômulo e bateu forte, fugindo do alcance do goleiro da Bolívia Querida.
TUBARÃO VOLTA BEM, MAS...

Logo na volta para a etapa complementar, a entrada de Bruninho no lugar de Salatiel até deu mais movimentação ao ataque maranhense. Porém, fez diferença a eficiência do Vozão que, com Vitor Feijão, conseguiu ampliar a dianteira dos anfitriões na Arena Castelão.

Em chegada pelo lado direito do ataque, o lateral Samuel Xavier cruzou na medida para o atacante pegar bem na bola, 2 a 0.

ABRIU A PORTEIRA?

Com mais espaços para jogar tendo o Sampaio Corrêa tomado a iniciativa de se expôr mais tentando chegar ao ataque. Ao dominar com certa liberdade, o volante Edinho deu uma excelente assistência para Ricardinho, na saída de Rodrigo Santos, fazer o terceiro do Ceará.

TIROU O PÉ, MAS FECHOU A CONTA

Depois do terceiro gol, o técnico Lisca aproveitou a oportunidade para dar ritmo de jogo a outras peças do plantel, como Chico, Rick e Matheus Matias, além de, ao mesmo tempo, não exagerar na dedicação física de nomes importantes como Vitor Feijão e Felipe Silva.

Mesmo assim, aos 43 e aos 46 minutos, Ricardo Bueno se encarregou de fazer o quarto e o quinto gol da partida, coroando a estreia do Ceará na Copa do Nordeste.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade