1 evento ao vivo

CBF divulga que espectador terá acesso à mesma imagem do VAR

Em palestra realizada nesta segunda-feira, na sede da CBF, Leonardo Gaciba destaca progressos da arbitragem e diz: 'Todos terão ciência das decisões do árbitro'

19 ago 2019
16h14
atualizado às 16h44
  • separator
  • 0
  • comentários

O segundo turno do Campeonato Brasileiro trará uma mudança aos olhos dos espectadores. Em evento realizado nesta segunda-feira, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, o presidente da Comissão de Arbitragem, Leonardo Gaciba, revelou que, a partir da 20ª rodada, todos os ângulos que árbitro vê no monitor à beira de campo estarão disponíveis:

CBF projeta levar imagens também para telões de estádios (Vinícius Faustini/Lancepress!
CBF projeta levar imagens também para telões de estádios (Vinícius Faustini/Lancepress!
Foto: Lance!

- O público terá total ciência do motivo pelo qual o árbitro está tomando tal decisão. O público verá o que ele está enxergando em seu monitor.

Gaciba ainda adiantou que há possibilidade de estender a divulgação de imagens para os telões nos estádios.

Durante a palestra ministrada pelo ex-árbitro, ele ainda divulgou dados sobre os 139 jogos do Campeonato Brasileiro. Segundo informações do Centro de Pesquisa e Análise de Desempenho da CBF, até o momento foram 851 checagens e revisões (média de 6,12 por partida).

Ocorreram 764 checagens de lances, e 87 revisões (mais de 50% em relação a pênaltis). Os lances revisados causaram 69 mudanças de decisões.

- A velocidade do jogo acabou fazendo com que a tecnologia vencesse o olho humano. Voltei para a beira do campo e fiquei impressionado com a velocidade.

Leonardo Gaciba ainda destacou uma evolução na arbitragem brasileira em relação a 2018:

- De 88 erros capitais, nós reduzimos para dez nesta edição. Uma redução de cerca de 90%.

O ex-árbitro ainda falou sobre os próximos passos da arbitragem:

- Ter mínima interferência nas partidas. Mas as reclamações dos clubes melhoraram muito.

O evento ainda lançou a Campanha de Respeito ao Árbitro. O presidente da CBF, Rogério Caboclo, pronunciou-se sobre o assunto:

- Entendermos que todos os protagonistas merecem o mesmo respeito. Sinceramente, não acho tolerável no futebol, que dizem ser uma paixão, este tipo de comportamento.

A CBF divulgará uma campanha sobre o tema.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade