0

Caio Henrique minimiza desfalques e avisa: 'A gente vai para vencer'

Lateral-esquerdo não terá dois companheiros de defesa na partida contra a Chapecoense. Entretanto, Fluminense terá o retorno de Nino. Em caso de tropeço, time pode entrar no Z4

11 jun 2019
17h19
atualizado às 17h22
  • separator
  • 0
  • comentários

A partida contra a Chapecoense está sendo encarada com muita seriedade pelo Fluminense. Afinal de contas, um tropeço pode fazer o Tricolor ficar um mês na zona do rebaixamento, já que o jogo desta quinta-feira, na Arena Condá, será o último antes da parada para a Copa América. Por isso, na avaliação de Caio Henrique, é vencer ou vencer.

Caio Henrique quer a vitória para dar tranquilidade na pausa da Copa América (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)
Caio Henrique quer a vitória para dar tranquilidade na pausa da Copa América (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)
Foto: Lance!

- A gente vai com o pensamento para vencer. A gente sabe que precisamos pontuar. Fizemos bons jogos, mas não conseguimos o resultado. Estamos em uma posição incômoda na tabela, perto da zona de rebaixamento. Então serão importantíssimos esses três pontos para ir para a parada da Copa América com tranquilidade.

O Fluminense terá dois desfalques importantes no setor defensivo. Matheus Ferraz e Gilberto estão entregues ao departamento médico. O zagueiro, com uma grave lesão no joelho direito, vai ter que passar por cirurgia e dificilmente volta a jogar em 2019. Caio Henrique revelou que a notícia causou enorme tristeza no elenco.

- A gente ficou muito triste. É um cara que não só dentro de campo, mas fora também, passava muito confiança para a gente. É uma referência e talvez vivia o seu melhor momento na carreira. Um cara querido por todos e é claro que ficamos bem tristes. A gente torce para que fique bom logo.

Apesar dos desfalques na defesa, o Fluminense não foi vazado no clássico diante do Flamengo, situação que não acontecia desde o dia 17 de abril, vitória sobre o Santa Cruz, por 2 a 0, pela quarta fase da Copa do Brasil. A tendência é melhorar, já que Nino volta ao time após cumprir suspensão. Caio Henrique explicou o momento defensivo da equipe, exaltando o elenco.

- Quando a gente não leva gol, ficamos mais perto da vitória. A gente vem levando gols até defensáveis, por erros nossos. Sobre as mudanças eu creio que o elenco do Fluminense é muito qualificado. Quem vem entrando está dando conta do recado. A zaga totalmente nova diante do Flamengo, nunca tínhamos atuado juntos e fomos bem.Outros tópicos da entrevista:

Improvisado na Lateral-esquerda

- Venho me adaptando cada dia melhor na lateral-esquerda, mas sou meio-campo de origem. Como eu sempre falo, estou à disposição do Fluminense e vou jogar onde o professor Diniz precisar. Se for na lateral eu vou dar o meu melhor, se for no meio, vai ser igual.

Contato com o novo presidente

- O discurso foi bastante positivo. A gente deseja um bom mandato para eles, que eles resolvam os problemas do clube. Estaremos no dia a dia junto com eles e esperamos que seja tudo bem.

Maratona de jogos

- A gente tem uma relação muito legal com o staff, com a fisiologia do clube, que vem passando um feedback bacana. A gente vem tendo uma maratona de jogos, uma sequência de viagens, mas estamos descansando muito após os jogos, fazendo um trabalho ótimo de recuperação, pois temos uma temporada desgastante. Temos que ter esse cuidado, mas também fazemos um trabalho físico forte para aguentar.

Mescla da juventude com a experiência

- É muito bom. Os meninos que estão entrando possuem muita qualidade. Quando estão com a bola procuram sempre atacar. É importante também a mescla do elenco, com jogadores mais rodados, como Ganso, Bruno Silva, Matheus Ferraz. Por isso fica essa mescla boa com os jovens.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade