0

Bragantino bate o Goiás por 2 a 0 e coloca Vasco no Z-4

Com gols de Ytalo e Claudinho, Red Bull Bragantino deixa a zona de rebaixamento e joga o Vasco no Z-4. Goiás segue na lanterna

24 out 2020
19h01
atualizado às 19h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em confronto válido pela 18ª rodada do Brasileirão e com o foco na parte de baixo da tabela, Red Bull Bragantino e Goiás mediram forças, mas os paulistas quem levou a melhor no duelo com um placar de 2 a 0.

Com um empate e duas vitórias nos últimos três jogos, o Braga saiu do Z-4 ao chegar aos 19 pontos e ficar na 15ª posição. Quem ficou com seu lugar foi o Vasco, que perdeu do Corinthians no meio de semana.

Ari Ferreira/Red Bull Bragantino
Ari Ferreira/Red Bull Bragantino
Foto: LANCE!

Já o Goiás segue no marasmo da lanterna com 11 pontos. Em 16 jogos, essa foi a nona derrota e 30 gols sofridos. Permanece os cinco pontos de diferença para o 19º, Coritiba.

Primeiro tempo superior e com gol do Bragantino

O jogo iniciou com as equipes aproveitando o tanque cheio para levarem perigo em suas primeiras oportunidades. Primeiro foi Rafael Moura, que recebeu de Cajú e chutou tirando tinta da trave antes da primeira volta do ponteiro do relógio. Na sequência, Claudinho arriscou de longe e levou perigo ao gol de Tadeu.

A partida ficou morna, mas com muita movimentação nos 20 primeiros minutos. As jogadas aéreas foram as melhores oportunidades criadas por Red Bull Bragantino e Goiás nesse período, mas nenhuma com sucesso.

O Red Bull Bragantino cresceu a partir da metade do primeiro tempo. Foram pelo menos três chances criadas em sete minutos, sendo que a melhor delas foi de Claudinho. Artur fez grande jogada pela direita e cruzou, o camisa 10 cabeceou assustando Tadeu. Os camisas 10 e 7, aliás, foram os criadores das melhores oportunidades sempre pelas laterais, mas a equipe de Maurício Barbieri pecava no último passe.

Mas de tanto tentar foi pela lateral que veio a recompensa do Bragantino no fim do primeiro tempo. Edimar cruzou, Cajú afastou totalmente errado e a bola foi em direção a Ytalo, que não desperdiçou.

Segundo tempo em que o Braga 'matou' o jogo

O Bragantino voltou empolgado do intervalo e quase marca com Artur logo no primeiro minuto. Após erro de bicicleta de Ytalo, o camisa 7 chutou forte e rente à trave. Vendo a fragilidade do Goiás, o Braga pressionava a saída e forçava o erro do Goiás. Com oito minutos, Claudinho por pouco não amplia ao chutar e obrigar Tadeu a espalmar o arremate.

Enderson Moreira colocou em campo Fernandão e Douglas Bággio para mudar a atitude do Goiás, que apenas assistia o Bragantino avançar e não tinha reação. No primeiro ataque após as alterações, o centroavante aproveitou uma bobeada da zaga e quase fez o gol do Goiás. O Esmeraldino teve outra postura em campo e em novo avanço, Fernandão recebeu lindo passe de Keko, mas Vinícius não se entendeu com o atacante e os goianos perderam uma grande chance aos 23 minutos.

Bragantino mostrou que se desgastou na partida ao correr atrás do Goiás, que cresceu na posse de bola. A saída da equipe paulista foi trabalhar passes desde a defesa para criar espaço rumo ao sistema ofensivo, onde foi em uma dessas jogadas trabalhadas que Claudinho fez o segundo. O Braga fez uma transição rápida da defesa para o ataque, a bola chegou para o camisa 10, que trouxe para dentro e chutou no ângulo.

Ainda deu tempo de Thonny Anderson perder um pênalti aos 49 minutos do segundo tempo.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRAGANTINO 2 x 0 GOIÁS

Local: Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista (SP)

Data e hora: 24/10/2020 - 17h

Árbitro: Ramon Abatti Abel

Assistentes: Kleber Lucio Gil e Thiaggo Americano Labes, todos de SC

VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira, de SC

Cartões amarelos: Rafael Moura (36'/1ºT) e Pintado (44'/2ºT)

Gols: Ytalo (47'/1ºT) e Claudinho (37'/2ºT)

BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan (Lucas Evangelista, aos 21'/2ºT), Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Ryller, Claudinho e Raul; Artur (Luis Phelipe, aos 42'/2ºT), Bruno Tubarão (Cuello, aos 28'/1ºT) (Morato, aos 42'/2ºT) e Ytalo (Thonny Anderson, aos 21'/2ºT)

GOIÁS: Tadeu; Edilson (Pintado, aos 38'/2ºT) , David Duarte, Fabio Sanches (Heron, aos 44'/1ºT) e Cajú; Ariel, Ratinho, Shaylon (Douglas Baggio, aos 16'/2ºT) e Keko; Vinícius Lopes (Sandrinho, aos 38'/2ºT) e Rafael Moura (Fernandão, aos 15'/2ºT)

Veja também:

Veja imagens do espetacular novo CT do Liverpool
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade