3 eventos ao vivo

Botafogo defende adequação do calendário brasileiro ao europeu

Membro do Comitê gestor de futebol do Glorioso, Carlos Augusto Montenegro defendeu a que o próximo Campeonato Brasileiro seja disputado entre agosto de 2020 a maio de 2021

23 mar 2020
13h56
atualizado às 13h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A paralisação do futebol em razão da pandemia do novo coronavírus reacendeu o debate entre dirigentes sobre a necessidade de adequação do calendário do futebol brasileiro ao europeu. O Botafogo é um dos clubes favoráveis à mudança. Em entrevista ao jornal O Globo, no último domingo, o integrante do Comitê Gestor do futebol do Alvinegro Carlos Augusto Montenegro defendeu que o próximo Campeonato Brasileiro já seja disputado no novo formato, com jogos de agosto a maio.

Montenegro é favorável à mudança no calendário brasileiro (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Montenegro é favorável à mudança no calendário brasileiro (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!

- É uma oportunidade para o Brasil entrar no primeiro mundo. Sair da contramão. Seria um ato de grandeza da CBF. Isso deve ser proposto para o bem do futebol. Vamos buscar novos recursos começando com um novo calendário.

A questão ainda está longe de um consenso entre os que discutem os rumos do esporte. O principal argumento dos que se posicionam contra a mudança é evitar que partidas aconteçam no ápice do verão. Montenegro, no entanto, rebateu a questão.

- Nós já fazemos pré-temporada em janeiro. Não tem essa desculpa do calor. E hoje, em junho, julho, tem jogo no Nordeste com 30, 32 graus - disse o dirigente alvinegro.

O ex-presidente do Glorioso defendeu que o próximo Campeonato Brasileiro já seja disputado no novo formato, com início em 15 de agosto e término em 30 de maio. O primeiro semestre de 2021 seria, assim, dedicado à conclusão de competições pendentes durante a pausa gerada pela pandemia.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adota posição mais conservadora e defende que uma alteração desta magnitude deve ser feita com convicção, não apenas pelas circunstâncias de momento. Outra dificuldade no horizonte é a necessidade de diálogo com a Conmebol responsável pelas datas das Copa Libertadores e Sul-Americana.

Veja também:

Editor do L! analisa os destaques e decepções do primeiro turno do Brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade