PUBLICIDADE

Atletas do Vasco participam de debate sobre racismo

Professor foi presenteado com uma camisa All Black personalizada com o número 8, em alusão ao ídolo Juninho Pernambucano

6 mai 2021 12h26
| atualizado às 13h12
ver comentários
Publicidade
Professor Júnior comandou roda de discussão sobre Racismo no CT do Almirante (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Professor Júnior comandou roda de discussão sobre Racismo no CT do Almirante (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

Antes do treinamento de quarta-feira, os jogadores do Vasco participaram de um debate sobre racismo no CT do Almirante, na Cidade de Deus, com o professor de história e vascaíno José Nilton Júnior. Segundo o clube, essa iniciativa faz parte do projeto de formação integral do atleta-cidadão, idealizado pela vice-presidência de Relações Públicas em parceria com o Departamento de Futebol.

O professor José Nilton Júnior foi vítima de racismo no ano passado durante uma aula virtual do colégio onde leciona, no município de Niterói. No debate, o educador compartilhou sua experiência, destacou a importância de se debater sobre pautas sociais de combate à discriminação racial e reforçou o histórico do Cruz-Maltino, precursor na luta contra o racismo no esporte brasileiro.

"Foi muito significativo para mim, como professor, vascaíno e negro, que vivencia atitudes racistas com uma certa frequência, vir no CT e contar um pouco da minha experiência. Feliz também por ver que o Vasco, com sua história e sua tradição, segue engajado nessa luta contra o racismo. Passei aos atletas que é muito importante eles conhecerem essa história, aderirem a essa luta, pois só dessa forma conseguiremos atingir mais pessoas, combater o problema e transformar o mundo num lugar melhor para viver, sem discriminação", afirmou o professor Júnior.

Professor ganhou presentes do elenco vascaíno (Rafael Ribeiro/Vasco)
Professor ganhou presentes do elenco vascaíno (Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

Ao encerrar o bate-papo, o professor foi presenteado com uma camisa All Black personalizada com o número 8, em alusão ao ídolo do docente, Juninho Pernambucano. além disso, ele recebeu um quadro referente à Resposta Histórica, que foi um documento assinado no dia 7 de abril de 1924 sendo um marco na luta contra o racismo no esporte brasileiro.

A 'Resposta Histórica' foi relembrada e homenageada no mês passado. Na iniciativa, o Vasco distribuiu a 24 personalidades um kit especial. Nomes com Paulinho da Viola, Nelson Sargento, Tereza Cristina e Iza foram presenteados pelo clube, que voltou a destacar a importância da luta contra o racismo e o papel do Gigante da Colina nesse processo.

Confira o espaço de cada jogador no elenco do Vasco:

 

Lance!
Publicidade
Publicidade