1 evento ao vivo
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Jogos Pan-Americanos

Olho nele, Zanetti! Cubano vai como "leão" para finais

Alejandro Ernesto / EFE

Manrique Larduet é uma das sensações na ginástica em Toronto e já tem uma prata no individual geral

14 jul 2015
08h18
atualizado às 08h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O cubano Manrique Larduet já surge como um dos primeiros injustiçados nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Apontado como um dos novos fenômenos do esporte do país, o ginasta de 19 anos perdeu por apenas 0,050 a medalha de ouro na final do individual geral para o americano Samuel Mikulak, gerando protestos dos torcedores canadenses presentes no Coliseu de Toronto.

A revolta foi em razão da nota de 15,150 no último aparelho na barra fixa. Larduet havia sido o melhor na fase classificatória e vinha crescendo de performance em cada um dos cinco aparelhos, porém teve de se contentar com uma medalha de prata.

Stürmer comenta apresentação que rendeu tetra Pan-Americano

"Estou contente e orgulhoso da prata porque eu e meu treinador sabemos que foi um ouro. Treinarei ainda mais duro para evitar que fique tão parelho no fim", declarou Larduet. Os treinadores da seleção cubana se revoltaram com a decisão dos árbitros presentes em Toronto.

Larduet, porém, ainda tem chances de brigar por mais cinco medalhas em Toronto. O ginasta da ilha do Caribe está nas finais de solo, argolas, saltos, barras paralelas e barra fixa. Na terça-feira, ele tem um duelo em especial com o brasileiro Arthur Zanetti, atual campeão olímpico.

No pódio do individual geral em Toronto estão Manrique Larduet, Samuel Mikulak e Jossimar Calvo (da esq. para dir.)
No pódio do individual geral em Toronto estão Manrique Larduet, Samuel Mikulak e Jossimar Calvo (da esq. para dir.)
Foto: Alejandro Ernesto / EFE

"Amanhã venho como um leão. Havia um pouco de pressão pela primeira medalha e agora ganhei mais confiança. Vou com tudo nos aparelhos", disse Larduet. "Vai ser muito difícil (bater o Arthur Zanetti). Um segundo e terceiro já está bom nas argolas", completou, em tom político.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade