0
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Jogos Pan-Americanos

Pan inaugura loja... Mas comida de graça faz mais sucesso

Eduardo Palacio / Terra

Em inauguração de superloja em uma das principais praças de Toronto, distribuição de comida de graça faz mais sucesso que produtos

2 jul 2015
09h28
  • separator
  • 0
  • comentários

A organização dos Jogos Pan-Americanos de 2015 aproveitou o Dia Nacional do Canadá, feriado de quarta-feira em comemoração à independência do país, para inaugurar uma superloja dedicada somente ao evento. Situada em uma das principais praças do centro de Toronto, a inauguração não fez tanto sucesso em seu primeiro dia de vendas – as pessoas se dirigiram ao local mais para aproveitar a comida de graça do que propriamente para checar os produtos referentes à competição.

A localização da superloja não poderia ser melhor: fica na Nathan Philips Square, no centro da cidade canadense, onde também ocorrerão festivais culturais especiais para o Pan durante a competição – há ainda na praça um palco no qual medalhistas dos Jogos aparecerão para saudar torcedores.

Para o evento especial de inauguração, a organização programou diversas atividades no local. O mascote Pachi, espécie de porco espinho, tirou fotos com crianças – e assustou muitas delas também. Havia ainda DJs comandando o som, distribuição de adesivos de Toronto 2015, uma roda de futebol freestyle – com a bola da Copa de 2014 Brazuca, diga-se de passagem – e uma apresentação de cheerleaders que atraiu um bom número de espectadores. Nada, contudo, comparado à distribuição de comidas de graça.

Para turbinar a inauguração, os organizadores distribuíram cupcakes, algodão doce, pipoca e sorvetes, todos disputados em longas filas. De maneira esperta, Toronto 2015 obrigava as pessoas a retirarem um adesivo dentro da loja antes de pegar uma das comidas. Mesmo assim, o que se viu foi a superloja muitas vezes vazia e com pouco movimento nos caixas, enquanto fora longas filas se formavam pelos alimentos.

A reportagem do Terra ficou no local durante boa parte da tarde da última quarta e não viu a tendência mudar. Dos 14 caixas disponíveis dentro da superstore, apenas cinco funcionavam. Mesmo assim, em nenhum momento houve filas de clientes que compravam produtos do Pan – tal fato mostra o desânimo da cidade com a competição que tem a abertura oficial no dia 10 de julho. Poucas pessoas que aproveitaram a comida realmente interagiam com os Jogos.

Organização acha movimento "ótimo"

Devido à necessidade de se retirar o adesivo para comer, muitas pessoas realmente entravam para ver os produtos – poucas, no entanto, compraram algo. Só pelo movimento, os organizadores dos Jogos ficaram felizes com a inauguração da superloja, que vinha sendo promovida por semanas por meio de redes sociais.

“Estamos muito satisfeitos com o movimento, tem sido ótimo. Por ser feriado também foi melhor, não há as pessoas que trabalham aqui no centro. Estar na Nathan Philips Square é excelente, também teremos a Panamania (festival cultural durante os Jogos aqui), acredito que o movimento irá crescer”, disse ao Terra Rick Romsbottom, vice-presidente de vendas de patrocínios na organização de Toronto 2015.

Cheerleaders fizeram apresentação em inauguração da superloja do Pan
Cheerleaders fizeram apresentação em inauguração da superloja do Pan
Foto: Eduardo Palacio / Terra

De uma coisa não se pode reclamar: a quantidade de produtos na loja é enorme. Há canecas, mochilas, bonecos, bonés, bolsas, pantufas, camisetas, agasalhos, calças, bermudas, broches, adesivos, óculos, bandeiras, canetas.... Os preços, por outro lado, não são muito agradáveis – camisetas custam 34 dólares canadenses (R$ 90) e um conjunto com três canetas sai por 12 dólares canadenses (R$ 30).

De acordo com Rick, alguns produtos já se destacam na procura. As camisetas das nações que disputam o Pan, os bonecos dos mascotes e broches do evento – este último para surpresa dos organizadores – têm sido os objetos de maior interesse do público.

Canetas custam a bagatela de 12 dólares canadenses
Canetas custam a bagatela de 12 dólares canadenses
Foto: Eduardo Palacio / Terra

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade