0
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Valeu! Formiga se despede do Pan com resposta a críticos

Aos 37 anos, veterana, que quer se aposentar da Seleção após participação na Olimpíada, encerrou seu último Pan com ouro no peito

26 jul 2015
09h56
atualizado às 09h59
  • separator
  • comentários

Pense em uma lenda do futebol brasileiro que está prestes a se aposentar da Seleção Brasileira. Se tentou se lembrar de alguém do masculino, com certeza você ficou perdido. Quem deixará saudadas, na verdade, é Formiga. No último sábado, a volante fez sua última partida em Jogos Pan-Americanos e ainda se despediu com a medalha de ouro. Mais: fez um dos gols da vitória por 4 a 0 sobre a Colômbia na finalíssima. Não podia ser melhor para calar os críticos.

“Encerrar a participação em Pan nada melhor do que ser campeã e levar essa medalha. Coroa a preparação que começou no ano passado. A gente saiu triste do Mundial. A gente se fechou e falou que nada melhor do que dar a resposta a muitos que nos criticaram. Que não sabem um terço do nosso trabalho. Aquilo que a gente luta, tem que matar um leão por dia. Sabíamos que a melhor resposta era essa. O que a gente se propôs a fazer está aí. Nossa resposta é essa”, desabafou a jogadora, já com a medalha de ouro no peito.

Formiga abriu o placar para a Seleção Brasileira
Formiga abriu o placar para a Seleção Brasileira
Foto: Rafael Ribeiro/CBF / Divulgação

O ciclo de Formiga, que foi capitã no Pan com a ausência de Marta, ainda não se encerrou pela Seleção Brasileira feminina. A veterana de 37 anos quer jogar até os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e aí sim deixará as novas revelações tomarem seu posto no grupo. Mas há atletas suficientes para tomarem o posto da “motorzinho” do time?

”Apesar de ser um grupo novo, com meninas novas, há a vontade delas de querer mostrar para nosso país que com trabalho sério a gente consegue o objetivo. Por serem novas, não fogem da responsabilidade. Estão surgindo meninas novas. É lento, difícil conseguir jogadoras para algumas posições. Está na hora de acelerar um pouco para que não caia como outras seleções caíram por falta de apoio”, contou a vencedora atleta.

Decisão de juízes e choro marcam ouro de Valéria no Pan

Formiga é uma das jogadores que marcaram época com a camisa da Seleção Brasileira, ao lado de Marta. A volante esteve nas principais participações do Brasil e foi uma das responsáveis pela maioria dos grandes resultados: é tricampeã pan-americana (2003 e 2007), duas vezes medalhista de prata dos Jogos Olímpicos (2004 e 2008) e ainda vice-campeã mundial (2007).

Mas, para Formiga, o legado não é apenas das conquistas. O seu aviso para as novatas da Seleção é outro: “tem que deixar algo positivo para aquelas que estão vindo. O próximo Pan quem ficar vai ter essa recordação de trabalho, muita luta, principalmente da minha parte. É o que eu peço para essas meninas, para não desistir e lutar até o final. Para mim mesmo sendo o último eu acredito que fiz algo para ajudar”, disse. Fique tranquila, Formiga. Ajudou muito!

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade