0

Com dois ouros, Daniel Dias comanda "chuva de medalhas" da natação

16 nov 2011
23h03
atualizado em 17/11/2011 às 02h07

O dia de disputas no Centro Aquático Scotiabank, em Guadalajara, terminou de forma extremamente positiva para os para-atletas brasileiros nesta quarta-feira: em seis provas, nove medalhas foram conquistadas. O destaque ficou com um dos mais vitoriosos representantes do País. Daniel Dias ficou com o ouro nas duas vezes em que entrou na piscina nos Jogos Parapan-Americanos, quebrando dois recordes.

Veja o quadro de medalhas dos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara

Na qualificação das categorias, a letra S diz respeito ao tipo de prova (swimming, natação em inglês), podendo ter adendos como SB (swimming breast, nado peito) e SM (swimming medley). O número faz referência ao grau de deficiência. Quanto maior o número, maior a dificuldade do atleta. De 1 a 10 reúne nadadores com limitações físico-motoras, de 11 a 13, nadadores com deficiência visual, e 14 trata de nadadores com deficiência mental.

Daniel Dias venceu primeiro a prova dos 100 m peito SB4, com direito a recorde parapan-americano. Ele baixou a marca que havia determinado em 2007, no Parapan do Rio de Janeiro (1min42s75), e venceu com 1min37s31, com vantagem de 5s em relação ao segundo colocado, o colombiano Moisés Garcia Fuentes. O bronze ficou com outro brasileiro: Francisco Avelino. Ivanildo Vasconcellos terminou na quarta colocação.

Mais tarde, o multicampeão voltou às piscinas para vencer os 200 m medley SM6 com nova quebra de recorde paparan-americano, cravando 2min51s00. A prova teve final recheada de brasileiros, mas apenas Adriano de Lima conseguiu se juntar a Daniel Dias no pódio: ficou com a terceira colocação e a medalha de bronze, atrás do colombiano Daniel Londono. Roberto Rodriguez, Ivanildo Vasconcelos e Talisson Glock foram outros representantes do País a participar.

Daniel Dias já soma três medalhas de ouro neste Parapan, já que também venceu o revezamento 4x100 m livre. Outro brasileiro a alcançar o lugar mais alto do pódio em Guadalajara nesta quarta-feira foi Vanilton Filho, o mais rápido na final dos 400 m livre S9. Ele terminou a prova em 4min45s14, deixando para trás o argentino Marco Pulleiro, na segunda colocação, e o mexicano Arturo Larraga, que conquistou o bronze.

Chuva de medalhas

O brasileiro Gutemberg Ferraz contribuiu com a chuva de medalhas na natação brasileira ao terminar a final dos 100 m costas S14 na terceira colocação, garantindo o bronze. Ele fez tempo de 1min11s60, quase 5s atrás do canadense Adam Rahier, que ficou com o ouro, e a apenas 0s20 do venezuelano Alberto Vera Moran, prata.

Entre as mulheres, Camille Cruz e Susana Ribeiro foram bem nos 400 m livre S9: conquistaram a prata e o bronze, respectivamente. Só não conseguiram ser mais rápidas do que a americana Anna Johannes, que venceu com tempo de 5min09s18 e mais de 20s de vantagem sobre Camille. Fechando a lista de medalhistas vem Letícia Ferreira, bronze nos 100 m peito SB4, atrás da colombiana Navier Ramos, que venceu, e da americana Jessica Rogers.

Daniel Dias sorri após conquistar ouro no Parapan-Americano de Guadalajara
Daniel Dias sorri após conquistar ouro no Parapan-Americano de Guadalajara
Foto: Bruno de Lima/Fotocom / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade