1 evento ao vivo

Seleção olímpica não abre mão de Neymar para Jogos de Tóquio

11 fev 2020
13h22
atualizado às 13h22
  • separator
  • 0
  • comentários

Com a classificação assegurada para os Jogos de Tóquio, entre 24 de julho e 9 de agosto, o técnico da seleção olímpica, André Jardine, já sabe de cor pelo menos um dos jogadores com mais de 23 anos que pretende levar para disputa: o atacante Neymar. Ele já disse isso mais de uma vez, reservadamente, com seus auxiliares.

Neymar, jogador do PSG
Neymar, jogador do PSG
Foto: Reuters

O craque do PSG foi decisivo na conquista da primeira medalha de ouro do Brasil, na modalidade, nos Jogos do Rio em 2016.

O Brasil garantiu a vaga para Tóquio com sua melhor exibição no torneio Pré-Olímpico, na vitória por 3 a 0 sobre a Argentina, no domingo (9), na Colômbia. Um empate eliminaria a Seleção, por causa da vitória do Uruguai sobre os donos da casa por 3 a 1, pouco antes do confronto entre os principais rivais da América do Sul.

Jardine vai elaborar agora o planejamento até a Olimpíada. Precisará contar com a força da CBF para negociar a liberação de vários jogadores, incluindo Neymar – os Jogos não fazem parte do calendário da Fifa e, portanto, os clubes não têm obrigação de ceder seus atletas.

Além de Neymar, o técnico quer preencher o grupo com mais dois jogadores com idade superior a 23 anos. Contará, para tanto, com a ajuda do técnico da Seleção principal, Tite, para fechar a lista.

Veja também:

Os investimentos que foram as "maiores furadas" do futebol brasileiro

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade