PUBLICIDADE

EUA superam a França e mantêm os 100% no basquete feminino

Mirando 7º título olímpico seguido, fato inédito em esportes coletivos entre as mulheres, país obtém 3ª vitória e avança invicto às quartas

2 ago 2021 05h05
| atualizado às 05h06
ver comentários
Publicidade

Os Estados Unidos sofreram um pouco, mas confirmaram favoritismo ao vencerem a França por 93 a 82, na madrugada desta segunda-feira (no horário de Brasília), no fechamento de sua campanha na primeira fase do basquete feminino dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A'ja Wilson, cestinha do duelo desta segunda-feira, parte para a cesta marcada de perto por Alexia Chartereau
A'ja Wilson, cestinha do duelo desta segunda-feira, parte para a cesta marcada de perto por Alexia Chartereau
Foto: Sergio Perez/Reuters

Na capital japonesa, a seleção dos EUA tenta fazer história como a primeira equipe feminina, entre todas as modalidades dos esportes coletivos, a conquistar um heptacampeonato com sete títulos consecutivos na Olimpíada. Campeão em Atlanta-1996, Sydney-2000, Atenas-2004, Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016, o país defende uma enorme hegemonia, que agora poderá ganhar um capítulo inédito nos Jogos Olímpicos.

O basquete feminino é realizado na Olimpíada desde os Jogos de Montreal-1976. E desde então, em apenas três edições o título não ficou com as norte-americanas, sendo que a equipe nacional não participou da Olimpíada de Moscou, em 1980, por causa do boicote dos atletas dos EUA à extinta União Soviética. O time da América do Norte também subiu ao topo do pódio em Los Angeles-1984 e em Seul-1988. 

Com o resultado desta segunda-feira, as norte-americanas mantiveram os 100% de aproveitamento na competição, agora com três vitórias em três partidas disputadas, antes de jogarem as quartas de final. O rival das favoritas ao título na capital japonesa nesta próxima fase ainda será definido por meio de um sorteio, que ocorrerá após a conclusão de todas as partidas deste estágio inicial do torneio.

Antes de superar as francesas, os Estados Unidos derrotaram a Nigéria e o Japão no grupo B, no qual fecharam campanha na liderança, com seis pontos. As japonesas, que acumularam dois triunfos e uma derrota até aqui, se classificaram às quartas de final como vice-líderes da chave, com cinco pontos.

As francesas, mesmo com apenas uma vitória em três partidas e quatro pontos somados, também avançaram ao estágio seguinte da Olimpíada como uma das duas melhores terceiras colocadas.

Jogo duro para as norte-americanas

Liderada por A'ja Wilson, que foi a cestinha do duelo, com 22 pontos, a seleção norte-americana terminou o primeiro quarto da partida com a França em desvantagem de 22 a 19, mas reagiu no segundo período e fechou a primeira metade do jogo seis pontos à frente (50 a 44).

A França, que teve Endene Miyem como maior destaque ofensivo, com 15 pontos, voltou a dar trabalho no terceiro quarto, no qual reduziu um pouco a vantagem dos Estados Unidos e foi para o período final do duelo perdendo por 71 a 67. Porém, as norte-americanas voltaram a deslanchar e, com um 22 a 15 neste quarto, fecharam o confronto com o placar confortável de 93 a 82.

Poucas horas antes da vitória das norte-americanas, o Japão fechou a sua campanha na primeira fase da Olimpíada com uma vitória por 102 a 83 sobre a Nigéria, lanterna deste grupo B e eliminada do torneio, com apenas três pontos e sem nenhum triunfo conquistado.

 

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade