PUBLICIDADE

Camila Brait se aposenta e despede da Olimpíada e da Seleção

Uma das melhores líberos do país, a atleta disputou a primeira e última Olímpiada

8 ago 2021 05h18
| atualizado às 05h26
ver comentários
Publicidade

Aos 32 anos, a líbero Camila Brait anunciou sua aposentadoria logo depois de receber a prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Mesmo que esta tenha sido a sua estreia olímpica a jogadora de vôlei afirmou ter outros planos.

Camila Brait conquistou a medalha de prata com a seleção feminina de vôlei (Foto: Divulgação/CBV)
Camila Brait conquistou a medalha de prata com a seleção feminina de vôlei (Foto: Divulgação/CBV)
Foto: Lance!

"Não vou mais jogar pela seleção. Todo mundo já sabia, eu já havia avisado as meninas. Para mim foi muito especial ter ficado aqui durante todo esse tempo, ter voltado. Mas ano que vem eu não volto. Dessa vez é de verdade", disse.

Esta não foi a primeira vez que ela cogitou deixar a quadra em definitivo. A jogadora ficou fora dos Jogos Olímpicos de Londres em 2012 e do Rio 2016 e só disputou em Tóquio porque foi convencida pelo José Roberto Guimarães a pelo menos ter uma participação olímpica na carreira.

"Só Deus sabe o que essa prata significa para mim. Minha primeira e última Olimpíada. Pelo menos eu sou medalhista olímpica. Minha filha [Alice] pediu tanto ontem a prata e eu falei "não, filha!". Misericórdia", afirmou.

Lance!
Publicidade
Publicidade