PUBLICIDADE

"A guerra continua", diz Formiga após eliminação

Meia da Seleção Brasileira e recordista em participações nas Olimpíadas elogia o trabalho da técnica Pia Sundhage

30 jul 2021 10h24
| atualizado às 10h29
ver comentários
Publicidade

Formiga, jogadora mais experiente da Seleção Brasileira e recordista em partipações de Jogos Olímpicos, lamentou a eliminação no torneio para o Canadá nas quartas de final. Apesar da derrota nos pênaltis, a veterana de 43 anos já pensa nas próximas etapas.

Formiga disputou a sua 7ª edição dos Jogos Olímpicos
Formiga disputou a sua 7ª edição dos Jogos Olímpicos
Foto: Amr Abdallah Dalsh / Reuters

"Gostaria de estar feliz neste momento, mas futebol é assim. Agora é levantar a cabeça. Foi o que disse à elas: perdemos a batalha, mas a guerra continua. Vamos seguir trabalhando e dando o nosso melhor. Temos o Mundial pela frente e precisamos acelerar o processo. Não faltou trabalho, empenho e tenho certeza que é daqui para melhor".

Formiga também fez questão de elogiar o grupo da Seleção Brasileira e o trabalho da técnica Pia Sundhage.

"Este é um dos melhores grupos com os quais já trabalhei. Acredito no trabalho que está sendo feito aqui. Acredito que as meninas que estão chegando terão mais tempo para entender e aplicar melhor a filosofia da Pia, que está sendo muito importante. Não é porque fomos eliminadas que não houve coisa boa. Agora é levantar a cabeça, pois não podemos perder tempo lamentando".

A camisa oito teve uma partida regular, em que não comprometeu, mas foi substituída na segunda etapa para dar lugar a Angelina. Além de Formiga, que disputou sua última Olimpíada, Marta deixou seu futuro com a Seleção Brasileira em aberto.

Lance!
Publicidade
Publicidade