0

Buffon teme Brasil e elogia Neymar: "está mostrando seu valor"

20 jun 2013
09h09
atualizado às 09h10
  • separator
  • comentários

Já classificados à semifinal da Copa das Confederações de 2013, Brasil e Itália decidem o primeiro colocado do Grupo A no próximo sábado, a partir das 16h (de Brasília), em duelo na Arena Fonte Nova, em Salvador. Goleiro e capitão da seleção italiana, Gianluigi Buffon admitiu preocupação com o próximo rival e teceu um elogio às últimas exibições de Neymar.

<p>Giovinco comemora gol com o experiente Buffon em vitória sobre o Japão</p>
Giovinco comemora gol com o experiente Buffon em vitória sobre o Japão
Foto: Marcelo Pereira / Terra

Confira todos os vídeos da Copa das Confederações

“Neymar está mostrando o valor que todos pensamos que ele tem”, resumiu Buffon, questionado sobre o atacante pelo Terra na zona mista da Arena Pernambuco. Na noite desta quarta-feira, a Itália bateu o Japão no estádio por 4 a 3, mantendo a segunda posição do Grupo A do torneio. O time europeu soma os mesmos três pontos do Brasil, mas leva desvantagem no saldo de gols: cinco contra dois.

“Penso que o Brasil verdadeiramente nos dará grandes dificuldades, é uma seleção que coloca em dificuldade qualquer time do mundo”, prosseguiu o goleiro. “Acho que provavelmente haverá modo e tempo tanto para nós, quanto para eles fazermos um pouco de rotação, porque as partidas acontecem de maneira seguida. Portanto não sei quem vai a campo, porém esperamos fazer um bom jogo”.

Buffon se referia ao desgaste físico dos jogadores italianos, que concluíram em maio a temporada europeia. Nesta quarta, o técnico Cesare Prandelli já poupou dois titulares que haviam iniciado o confronto contra o México, vencido por 2 a 1 no último domingo, no Maracanã: o lateral direito Ignazio Abate e o meia Claudio Marchisio cederam lugares respectivamente para Christian Maggio e Alberto Aquilani. É possível que a escalação seja novamente alterada para encarar o Brasil, dada a classificação antecipada da Itália à semifinal.

Zagueiro titular italiano, Andrea Barzagli analisou que a equipe estava “devastada” fisicamente depois de bater o Japão. Questionado sobre Neymar, ele citou os “dois gols belíssimos” feitos pelo brasileiro na Copa das Confederações e completou: “hoje é um dos melhores jogadores do mundo, será muito difícil”. Questionado sobre como seria feita a marcação sobre o atacante, Barzagli sorriu: “agora não posso nem pensar porque preciso me recuperar”.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade