PUBLICIDADE
Logo do Internacional

Internacional

Favoritar Time

Eduardo Coudet comenta participação do Inter na Copa Sul-Americana

Treinador do Colorado revelou a sua paixão pelo clube.

9 jun 2024 - 19h21
(atualizado às 19h21)
Compartilhar
Exibir comentários
Coudet analisou classificação do Inter
Coudet analisou classificação do Inter
Foto: Ricardo Duarte/Internacional / Esporte News Mundo

O Internacional está classificado aos playoffs da Copa Sul-Americana. O Colorado conseguiu uma vitória magra, 1 a 0 contra o Delfín, gol marcado por Lucas Alario, aos 23 minutos do segundo tempo, na noite de sábado (8). O triunfo que ratificou a ida à repescagem do torneio foi um reflexo do retrospecto do Inter até o momento na competição continental.

Tal retrospecto foi construído através de uma caminhada repleta de desafios que foram apresentados aos gaúchos durante a fase de grupos do certame, seja por conta de questões internas, pelas dificuldades impostas pelos adversários ou pelas enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul.

A catástrofe climática fez com o que o Clube do Povo esteja mandando os seus jogos fora do Beira-Rio, devido aos impactos causados por ela, como o duelo contra o Cetáceo. A decisão contra os equatorianos, além de confirmar a classificação aos 16 avos de final, também marcou a volta do Internacional ao seu estado natal. A última partida disputada pelos colorados no Rio Grande do Sul antes das inundações havia ocorrido no Gigante, em 28 de abril, contra o Atlético-GO, pelo Brasileirão.

Agora, o sufoco continua. O Inter vai jogar os playoffs contra o Rosario Central. Eduardo Coudet falou sobre isso na entrevista coletiva concedida no Alfredo Jaconi após a vitória contra o Delfín. O argentino demonstrou não ter gostado de ter que jogar contra seus compatriotas, do clube onde ele atuou como jogador, e começou a carreira como treinador.

— Era o único lugar onde eu não queria ir. Encontrarei um clube que amo. Minha gente. Sempre é difícil enfrentá-los. Seguramente vão ser duas partidas com um clima espetacular, como se fossem duas finais", afirmou.

O comandante colorado, assim como em outros momentos, comentou sobre a falta de ritmo da equipe, oriunda do período sem partidas ocasionado devido às enchentes. Porém, Chacho fez questão de enaltecer o desempenho do Inter diante do Cetáceo.

— Sobre a classificação, acho que merecíamos. É muito difícil contra um time (que apenas fica) atrás. Tivemos 19 finalizações, 30 cruzamentos, mais de 65% de posse de bola, somos o time com mais posse e mais finalizações da competição e com menos finalizações sofridas. Sinto que os números dizem que merecíamos. Queremos fazer essa coletiva rápida porque queremos estar com a família. Todo o mérito é do grupo, de todo o esforço que estão fazendo — avaliou Eduardo Coudet.

O profissional relatou estar surpreso com a performance do elenco depois do retorno às competições, e que mesmo em meio às adversidades surgidas até aqui na temporada, a Academia do Povo vem superando-as, e que estes fatores podem colaborar para que bons frutos continuem sendo colhidos.

— Me surpreendi. Não achei que íamos dar tão certo. Ganhamos três jogos. Podemos ser primeiro no Brasileirão, passamos de fases na Sul-Americana. Passamos duas fases da Copa do Brasil — ponderou.

A coletiva também foi pautada pelo nervosismo externado por Eduardo Coudet após o término do duelo decisivo. Logo na sequência ao apito final, o treinador argentino dirigiu as suas atenções a um setor situado atrás dos reservados em busca de um torcedor colorado que, segundo ele, lhe disparou xingamentos durante a partida.

A irritação era tanta que o preparador físico, Octavio Manera, que em uma tentativa de conter o companheiro de trabalho, acabou sendo empurrado por Coudet, que acabou sendo controlado por outros colegas da comissão técnica. Quando perguntado sobre o seu episódio de explosividade, Chacho deu a sua versão sobre o que teria acontecido.

— Após a partida, estava buscando um gordo que não parava de me xingar. Era um. Eu estava buscando, mas já tinha saído. Às vezes um destrói um monte de coisas. Ficar gritando 'filho da p***' atrás do banco, quando estávamos ganhando, nos classificando, sabe? E estávamos fazendo um grande esforço. Faz um mês que estamos fora de casa, treinando em um campo que não é normal, viajando para todo o lado, não podemos jogar no Beira-Rio. Se alguém ficasse te xingando por 20 minutos, como reagiria? Não encontrei quando acabou, foi embora antes — desabafou.

— Às vezes também preciso descarregar, porque todos estamos fazendo um grande esforço — acrescentou Eduardo Coudet.

O Inter vai disputar a repescagem da Sul-Americana contra o Rosario Central. Os dois clubes vão duelar para decidir quem vai enfrentar o Fortaleza nas oitavas de final da competição. A primeira partida vai ser disputada na Argentina e a segunda no Brasil. Os playoffs estão previstos para acontecer nos dias 17 e 24 de julho. No entanto, o próximo compromisso do Colorado vai ser na quinta-feira (13), às 20h, diante do São Paulo, no Heriberto Hülse, pelo Brasileirão.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade