PUBLICIDADE
Logo do

Guarani

Favoritar Time

Benazzi pede demissão do Guarani e é aguardado na Portuguesa

15 set 2014 - 13h20
(atualizado às 13h21)
Ver comentários
Publicidade

A passagem de Vágner Benazzi no Guarani durou apenas 21 dias. Na noite do último domingo, o clube campineiro confirmou, através de uma nota em seu site oficial, a saída do treinador e disse que a diretoria já está trabalhando em busca de um substituto para a reta final da Série C do Campeonato Brasileiro. Benazzi recebeu uma proposta da Portuguesa e é aguardado no Canindé ainda nesta segunda-feira. Os auxiliares Darcy Marques e Emerson Camargo, além do preparador físico William Hauptman, também deixam o Brinco.

Vágner Benazzi estará no banco de reservas contra o Duque de Caxias
Vágner Benazzi estará no banco de reservas contra o Duque de Caxias
Foto: José da Cunha/Agência Guarani

"Neste domingo, 14 de setembro, o treinador Vágner Benazzi solicitou seu desligamento do comando técnico do Guarani F.C. após dirigir a equipe bugrina em três partidas. A partir deste momento, a diretoria do Guarani busca um novo comandante para a equipe na sequência do Campeonato Brasileiro e espera defini-lo o quanto antes", dizia a nota publicada no site oficial do clube campineiro.

Apesar de rápida, a passagem do experiente treinador pelo Brinco de Ouro foi importante para fazer o Guarani sonhar novamente com a classificação à próxima fase, apesar de ainda correr risco de rebaixamento. Em três jogos sob o comando de Benazzi, o treinador conquistou duas vitórias (Juventude e Duque de Caxias) e um empate (Guaratinguetá).

Anunciado para ocupar a vaga de Evaristo Piza e tendo como objetivo principal livrar o Guarani do rebaixamento à Série D, apesar de sempre mostrar otimismo na classificação para a fase de mata-mata, Vágner Benazzi chegou ao Brinco de Ouro dizendo que era "um prazer muito grande estar aqui" e que os dirigentes "deram uma cobertura grande para eu ter tempo de trabalho aqui e conseguir reverter essa situação negativa". Apesar de ninguém confirmar oficialmente, o treinador pediu R$ 30 mil adiantado para assinar com o clube campineiro.

Nos últimos dias, preocupado com a qualidade do plantel, Benazzi indicou diversos nomes de possíveis reforços aos dirigentes, que tentaram algumas contratações. A maioria delas, porém, melou em cima da hora e a situação financeira que o Guarani vem passando seria um dos principais empecilhos. Os volantes Francesco e Diogo Orlando são os que estão com as conversas mais adiantadas. Resta saber como ficarão suas negociações com a saída do treinador.

Defendendo uma sequência invicta de três jogos, o Guarani aparece na sétima colocação do Grupo B, com 19 pontos e ainda sonha em se classificar à fase de mata-mata. A diferença para o G-4 é de apenas dois pontos, enquanto para a zona de rebaixamento é de quatro. O São Caetano, porém, ainda entra em campo pela 15ª rodada, nesta segunda-feira.

Fonte: André Regi Esmeriz - Especial para o Terra André Regi Esmeriz - Especial para o Terra
Publicidade
Publicidade